22.3.06

Foi bom pra você?

Sim, foi bom pra mim.

Foi bom bater o pé no fundo do poço, na lama mesmo... me sentir sozinha e desejar conversar com alguém. Foi bom perceber que escrevendo posso ver com mais clareza o problema e a solução. ("Problema... Solução. Solução... Problema" *) Foi bom, porque pude enxergar além das minhas mazelas, deixar de ter peninha de mim, e levantar a cabeça.

Foi bom fazer as coisas do jeito que fiz. Tomar os caminhos que tomei, fazer as escolhas que fiz. Foi bom clicar em "crie seu blog agora"... e deixar surgir um canal que hoje faz parte da minha comunicação comigo mesma, com meu mundo e com o mundo.

Foi bom conhecer novas possibilidades, fazer novas amizades, exatamente num momento de profunda solidão. Foi bom verbalizar tantos sentimentos, expectativas, frustrações... Foi bom ver que em palavras as coisas tomam outra dimensão, às vezes crescendo... outras diminuindo... mas sempre me dando uma nova visão de tudo.

Foi bom ver que eu cresci, com as lágrimas que derramei enquanto escrevi tentando esconder nas entrelinhas o que realmente queria dizer, mas não podia expor completamente. Foi bom ver que cresci quando consegui rir enquanto estava in the storm eye. Foi bom ver que cresci ao me assumir em cada linha digitada, ao decidir que mostraria a cara.

Foi bom aproveitar minhas férias para aprender coisas novas, e batalhar por um template novo, do jeito que eu queria - e conseguir deixar "minha casa" exatamente com a minha cara. Foi bom ver minha filha crescer nesse mesmo aprendizado, e descobrir esse admirável mundo que se descortina novo a cada link.

E foi bom, hoje, tomar pela mão outra pessoa, e convencê-la que é muito bom experimentar tudo isso. Não foi a primeira que influenciei a ter um blog, pelas minhas contas, 4 blogs surgiram, de uma forma ou de outra, incentivados pelo meu. (E podem existir outros que eu nem cheguei a saber...) Mas essa foi convencida. E em breve divulgo aqui o endereço dessa nova criação.

E agora é minha vez de perguntar: Foi bom pra você vir aqui?




*Piadinha particular! Taí a prova de que até quando quero falar sério, o humor se apresenta...

Um comentário:

Sergio disse...

Olá, Bel!

Claro que foi bom, aliés,´muito bom...lembra como a gente se conheceu?...pois é, aguardo o proximo endereço.

Um beijo