17.4.06

A primeira segunda...

Foi de doer. Por mil motivos. Cansaço da viagem, fazer mercado, resolver problemas inesperados... de repente, meio-dia e meia e ainda faltava o banho (é, eu uso isso!), o almoço e a tal pauta para uma matéria dentro da UESC, que eu sabia que tinha de fazer, mas não consegui. Saí voando, e não foi de guarda-chuva, como é usual, como a Mary Poppins me ensinou. Cheguei esbaforida, ninguém da turma no hall da cantina... mau sinal. Aos poucos aparece uma... outra... outro... a profa. não chegou ainda. (Isso é usual.)

Papinho light, tentando disfarçar tudo que ia na cabeça. Pedro pergunta: Como vc tá? -Eu tô, né? E ele: "Não chora não, que ela não te merece! Quem te abandona não te merece!" Tive que rir!!! E já mandei SMS (ou scrap, nem sei) com a piadinha. Mil xerox pra tirar, textos intermináveis pra ler, resumir, comentar, discutir, jogar no lixo... ops! A profa chegou, mais texto pra xerocar, ler e discutir(quem disse que eu quero ser produtora de rádio???), intervalo porque são 5 aulas com a mesma profa... Mais xerox de outra disciplina, amendoim com coca, chiclete pra aguentar as outras 3 aulas, inventei a pauta na hora (me dei bem, sou boa no improviso!), a aula acabou antes da hora(tks God!), Allan com a Biz preta que eu queria comprar e ainda não deu, Acarajé Popular que ninguém é de ferro, ouvir Vitória perguntar: "Quantos sem camarão?" e responder: "nenhum, a menina que é alérgica não vem mais..." sentir o coração doer, e aliviar a dor ao ver chegar aquele rapaz alto que vem rindo envergonhado e só cumprimenta de longe a minha colega que diz que é namorada dele só pra vê-lo ficar sem graça. "Posso comer mais um, mãe"? -Claro. O que eu negaria?

Chegar em casa e ter scrap dizendo que tá "com saudade...já". Contabilizar: 2 ligações pra mim e 2 pro pai no primeiro dia. Ai ai... será que os tais minutos do plano da Oi vão dar conta???? Vontade de escrever no blog sobre outro assunto, mas já dizia Saló, o carinha que sabia das coisas: "A boca fala do que está cheio o coração"... Quem sabe se depois desse rola outro post mais light? Só pagando pra ver. E o dia acabou, entre mortos e feridos... sei lá quantos sobraram!!!!

Um comentário:

Jady disse...

Quando meu guri foi morar no Pará com o pai, dei um celular oi pra ele pra baratear os custos dos contatos. Foi um erro e tanto!! kkkkk

Beijos e melhoras. E a piadinha foi ótima kkkk