10.4.06

Ufa!!!...

São quase 6 da tarde... e o dia foi duro! Tô aproveitando o velox da cunhada... pra fazer o registro do dia! Depois de deixar Line postar primeiro sobre o fds em Conquista, dessa vez EU escrevo antes!

Fomos ver o apê... e deu tudo certo!!! Glória a Deus!!! Não dá pra dizer outra coisa. Só quem já pediu muito uma coisa a Deus e viu essa coisa ser melhor ainda do que pediu... é que sabe o que estou sentindo. Pedi pelo local... queria na Boa Vista, mas não imaginei que fosse ser TÃO bom. Perto de tudo que é necessário, ponto de ônibus bem na porta. Pedi pelas pessoas com quem ela iria morar... e Deus preparou as 4 "meninas", que sei que serão parte da experiência de crescimento da minha. Pedi um trabalho pra ela... e já vai começar com carteira assinada e tudo, como designer, na Bordart, empresa de bordados computadorizados dos tios. E continuo pedindo... pelos relacionamentos, pela proteção de Deus sobre ela (sobre elas!), pelos estudos, pelos sentimentos (dela e nossos)... vou confiar que Deus continuará respondendo!!!

A saída de hoje foi exaustiva... ms valeu à pena. Depois de ver o apto, fomos comprar o que faltava. Ai ai ai... Não pensei que fosse gastar tanto, mas enfim... Caminhamos pelo "Shopping Deus me livre", a parte "econômica' da cidade... e vi de tudo! Ontem o Sport foi campeão pernambucano, então a rua estava tingida de rubro-negro. De toda espécie que se possa imaginar. E as coisas bizarras que encontramos... Tinha que me ligar nisso, pra relaxar um pouquinho. Os pregões, hilários... "brinco folheado a ouro, com a bandeira do Brasil, com garantia, somente 2 reais!" (Acreditam? DOIS reais!!!) E o som ambiente, com uma voz masculina cantando: "cinderella eu sou, cindereeeeeeeela..." O cheiro de milho assado nos fogareiros presentes a cada 50 metros... a sede eterna, debaixo de um sol de matar... o almoço no restaurante Sertanense, um camarão delicioso, que nem parece ter sido feito em Recife... (claro que ela comeu carne, e ainda achou ruim ficar olhando a gente comer camarão)... Rozilson descobrir que deixou a carteira de motorista em casa (e o machismo não me deixar dirigir, preferir arriscar ser pego!) e o máximo: Andar do São José até o comecinho da Conde da Boa Vista, pra chegar ao Bradesco (que fica defronte ao edifício que ela vai morar!) e descobrir que a criatura tonta não trouxe o comprovante de matrícula, pra abrir a tal conta universitária!!! (Alguém lembra da aventura com a ficha de inscrição do vestibular???) Pois, então... tô aqui quase sem sentir as pernas, mas é a vida!

Agora tô indo. Continuo sem fotos...

Nenhum comentário: