11.6.06

Cumprindo uma promessa...


...que eu não sou de esquecer do que prometi.

Há exatamente uma semana, nesse mesmo horário (são 07:09h)eu estava angustiada, vendo o avião se aproximar de Recife.... e ainda sem saber se ia conseguir encontrar minha filha. Quando fiz a conexão em Fortaleza, e saí de uma aeronave e entrei na outra correndo, quase arrastada pelos comissários ("Conexão para Recife, embarque imediato por aqui!"), tive dois pensamentos: 1: O vôo está no horário vai dar tudo certo! 2: Quando chegar lá vai ser assim também? Vou entrar correndo no outro vôo e não vou nem chegar perto do saguão?

6:30 o avião decolou, e um pouquinho antes, aproveitando os últimos segundos em que podia usar o celular, mandei SMS: "O vôo está no horário. 7:30 estou aí!" Mesmo com alguma dúvida, eu queria muito acreditar que ia conseguir! Mal o avião parou, eu já estava em pé, querendo pular porta a fora. Liguei o cel, e ela: "Já estou chegando! É desembarque Norte ou Sul?" Quem disse que eu sabia? No corredor de desembarque, a instrução: "Desembarque em Recife, à esquerda. Conexões, em frente." Aaaaiiii!!! Fui perguntar, assim, meio sem conseguir falar: "Tenho conexão daqui a uma hora e minha filha está no saguão... posso sair e voltar na hora do embarque?" "Claro, senhora. Por ali". Vi a placa: Desembarque Norte. Ainda tentei ligar, mas ela já estava do outro lado da porta.

Indescritível a emoção. enquanto andava pelo interminável corredor, mil coisas na cabeça. Podem acreditar, eu pensava se estava com a cara amassada por não ter dormido... se minha roupa estava ok pra aquele encontro... queria estar bonita pra encontrar a pessoa mais importante pra mim naquele momento! Eu não estava enganada... essa preocupação era válida! No blog dela, um dos comentários foi sobre isso... hehehe

Abraçar aquela coisa preciosa, passar as mãos no rostinho sem acreditar que estava realmente ali... gente... eu ria e ameaçava chorar, e ela grudada em mim, só dizia: "mãe, não chora, olha o mico, se controla..." Eu aguento???

Tudo bem, foi um mico mesmo. Até o sobrinho que foi acompanhar minha gata ficou assim... meio sem querer admitir diante das pessoas que de alguma forma participava daquela cena. Bobo ele, bobas as pessoas que estavam olhando sem compreender o tamanho de toda aquela emoção. Numa das fotos (nessa, aí em cima) tem uma "Robert" ao fundo, com uma cara ridícula de quem diz: "não acredito no que estou vendo..." Acho que ela nunca teve um filho, ou saberia o que estava acontecendo.

Depois das fotos iniciais (claro, tinha que documentar o acontecimento!), fomos sentar em uma das lanchonetes, que graças a Deus estava completamente vazia. O ruim era conversar e parar a cada anúncio de "Infraero informa. VARIG, vôo..." esperando não ouvir "vôo 2325, com destino a Salvador..." Entreguei as bobagens que havia levado pra ela, CDs, revistas e as lembrancinhas de SL (até uma garrafinha de "Jesus", pra ela acreditar que tinha escrito "guaraná" e era de morango, não tinha nada de guaraná) e aproveitamos os cerca de 40 minutos pra tentar colocar em dia o papo e as notícias. Claro que não deu, mas foi bom demais! Desejei com toda a minha alma que a entrega do roteiro do vídeo coletivo não fosse pra o dia seguinte e eu pudesse ficar ali por mais um pouco. Infelizmente... foi só aquele tempinho, mas alimentou meu coração.

Não sei dizer se matei a saudade ou se ela aumentou ainda mais. Saí correndo depois de ouvir "VARIG, vôo 2325, última chamada" e entrei no avião com todo mundo já sentado... aí é que foi mico. Só não foi pior porque depois de mim ainda entrou um casal com um bebê de 5 meses, que sentou do meu lado... e pude deixar aflorar meu amor maternal, brincando com ela, e acalentando-a enquanto a mãe lanchava... até dormiu no meu colo, e a mãe: "filha, a mamãe vai ficar com ciúme, você calou no colo da moça..."

É isso. Nem chorei no vôo para Salvador, como era esperado. O bebê no meu colo, pra quem eu cantei algumas canções que cantava pros meus... e até "Lisbela", pra lembrar da minha Lisbela que deixei em Recife... não me deixou chorar.

Ontem, lendo o post dela, foi que deixei cair as lágrimas que estavam penduradas. Inevitável. Fazer o que? Esperar as férias, e comprar logo passagem na promoção da Gol ou da TAM.

Nenhum comentário: