5.7.06

A BRONCA

Tem gente que nunca me viu zangada. Tem gente que acha que já me viu zangada.

Tem gente que não me conhece. Tem gente que acha que me conhece.

Tem gente que pensa que eu sou boazinha. Tem gente que não sabe que eu posso ser má.

Tem gente que pensa que não sou ciumenta. Tem gente que não sabe que o que é meu... é MEU.

Tem gente que nunca me viu... e sabe meus segredos. Tem gente que morou comigo... e não lembra da regra de ouro:



Tem gente que conhece minhas paixões. Tem gente que acha que conhece minhas paixões.

Tem gente que sabe que eu posso morrer por alguém. Tem gente que não sabe até onde eu posso ir por aquele a quem amo.

Tem gente que acha que está entendendo tudo, ao ler este post. Tem gente que não faz idéia de onde isso vai dar.

Tem gente que pensa que este é um post-desabafo. E tá certo.

Tem gente que pensa que sabe o motivo. E tá errado.

Pois então eu vou esclarecer, que comigo o jogo é aberto. (Tem gente que ficou com medo agora. E não deveria. Tem gente que continua a ler tranquila... e esqueceu do que a cigana disse.)

Seguinte: Ano passado eu baixei no e-mule a discografia completa de Chico. (precisa de sobrenome?) Demorou séculos, porque a criatura maravilhosa que disponibilizou (e só tinha essa única fonte) não estava conectada 24h por dia. Quase 4 Gb de música da melhor qualidade. O desenho sonoro da minha adolescência, trilha de todos os meus amores e fossas. A trilha da minha consciência política nos anos de chumbo. Aqueles olhos de ardósia. Aquela "voz minimalista que parece estar falando ao meu ouvido" (só ao meu) Aquele de quem todo homem é corno, e de quem todo homem sente ciúme - e não deveria.

(Ahá... agora já tem gente que tá se borrando de medo, porque já me viu sair da linha, morou comigo e lembrou da regra de ouro, sabe da minha paixão e sabe que eu posso ser mau.)

Continuando a explicação pra quem ainda está tranquilo, e não me deve nada:
A criatura em questão pediu licença pra levar algus dos exemplares da minha DVDoteca. E eu, como boa mãe - e altruísta (é, eu sou. Conscientemente.) deixei levar o que pediu. Exceções a "Before Sunrise" e "Before Sunset"). MAS... lendo o post dela, ontem à noite... qual não foi minha surpresa ao ver que meu DVD com a discografia de Chico estava LÁ!!! E eu AQUI!!! E isso tá errado. então... antes que aconteça um filhicídio (sei lá como é o nome correto, mas não precisa me ensinar, não quero nem saber!) acho bom, mocinha, ir ao correio da UFPE e enviar minha preciosidade devidamente acondicionada para protegê-la, que não tenho cópia disso. E logo. E não estou brincando. E tá todo mundo sabendo do seu mal feito. E me respeite. e não venha dizer gracinhas, que não tô pra brincadeira. E quer uns palavrõezinhos? Me ligue. Logo.

Este post foi a primeira coisa que fiz na manhã de 5 de julho de 2006, que deveria ser um dia a ser comemorado. Mas não é. e não me diz nada. E tem gente que sabe o motivo das duas coisas. Tem gente que não faz nem idéia. E eu não vou dizer.

Nenhum comentário: