31.8.06

3108 - Blog Day

Não sei quem inventou, mas é interessante; 3108 - porque parece com a palavra "Blog".

A idéia é a seguinte:

"O BlogDay foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. Nesse dia os bloggers recomendarão novos blogs aos seus visitantes.

Durante o dia 31 de Agosto, bloggers de todo o mundo farão um post a recomendar a visita a novos blogs, de preferência, blogs de cultura, pontos de vista ou atitude diferentes do seu próprio blog. Nesse dia, os leitores de blogs poderão navegar e descobrir blogs desconhecidos, celebrando a descoberta de novas pessoas e novos bloggers."

Achei a idéia interessante, mas não tô muito a fim de sair por aí pesquisando blogs desconhecidos, não. Os que eu gosto, estão aí do ladinho, podem ir atrás que valem à pena. Uns poucos são atualizados diariamente, outros uma vez por semana... Alguns estão empoeirados, outros parecem ter sido completamente esquecidos, e muitas vezes tenho vontade de remover os links... e não tenho coragem, ainda espero que como a Fênix, renasçam das cinzas.

É estranho pedir que se recomende blogs que tenham pontos de vista diferentes do seu, embora a idéia da "descoberta" seja interessante. Só que eu, particularmente, não estou num momento de ter paciência pra ler e "discutir na mente" coisas sérias e tal... Prefiro que me deixem com minhas amizades - que já são "do coração" ainda que não haja conhecimento "ao vivo", que já tá de bom tamanho.

Que a minha TAREFA de hoje - e sempre - seja:

"Morder o fruto amargo e não cuspir
mas avisar aos outros quanto é amargo,
cumprir o trato injusto e não falhar
mas avisar aos outros quanto é injusto,
sofrer o esquema falso e não ceder
mas avisar aos outros quanto é falso;
dizer também que são coisas mutáveis...
E quando em muitos a noção pulsar
-do amargo e injusto e falso por mudar -
então confiar à gente exausta o plano
de um mundo novo e muito mais humano."
(Geir Campos)

UPDATE: Li no "perfil" da Dona Faxina e achei que cabia copiar aqui:

"Enquanto eu tiver perguntas e não tiver respostas, continuarei a escrever.
Eu escrevo sem esperança de que o que escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar, de um modo ou de outro..." (Clarice Lispector)

Nenhum comentário: