23.9.06

No FDS seguinte...




(A trilha está absurdamente oposta... Deveria ser "Dura na queda", mas a rádio blog não tinha em seu repertório... fazer o que? Mas "Vilarejo" já toca direto em meu ouvido, no som do quarto e agora no MP3.)

Passei a semana enrolando... por alguma razão, consciente ou inconsciente, não consegui parar pra escrever sobre os dias que passei em Recife com Line. Tá bom, sei que a semana foi puxada, tive que fazer trabalhos, ler mil textos, pesquisas na net... mas em outras ocasiões nada disso me impediu de escrever. Acho que foi mesmo alguma trava emocional que, agora, conscientemente estou quebrando.

Cheguei na Veneza Brasileira no comecinho da tarde de sexta. Tinha marcado encontrar com ela no Shopping Boa Vista e de lá irmos à casa da amiga que nos hospedaria durante o fds. Levei mais tempo do aeroporto pro Centro do que de Salvador a Recife! Coisas do trânsito de cidade grande!!! Almoçamos no chinês do Shopping, deixamos a mochila em casa e... ganhamos a rua!

Delícia poder sair assim, sem nada estritamente programado, simplesmente querendo estar junto de quem a gente gosta. Atravessamos a ponte pro Recife Antigo em direção ao que ela chama de paraíso: a Livraria Cultura. É, programa cult de mãe e filha que se perdem no meio dos livros. Um dos objetivos era ler juntas "Mentes Inquietas", já que a DDA aqui esqueceu de levar o livro! (dãããã!!!) Pois não é que não tinha? O jeito (que sacrifício!) foi sentarmos no café da Cultura e tentar por o papo em dia! O tempo passou que nem vimos!

De lá, fomos ao Paço Alfândega, lindo do piso ao teto, pra passar pela decepção de ver que na noite anterior (e em todas as quintas) no Cuba do Capibaribe (liiiinnnndo!) a banda Seu Chico interpreta só as músicas dele. :( Fazer o que? Comer pizza (salgada e doce), com direito a par-ou-ímpar pra escolher o sabor, e deixar a garçonete confusa e morrendo de rir, ao ser convidada pra aprticipar do "zerinho ou um", já que toda vez EU GANHO no par-ou-ímpar. Pra variar... ela ganhou! E não comemos pizza de atum porque... "tem gosto de peixe"!!!

A vista da ponte iluminada é demais... e nós também nos iluminamos! Em casa, mais papo gostoso com os amigos, infelizmente sem foto (não sei o que houve comigo!!!).

No sábado, claaaro... andar na praia! Ela ainda não tinha ido nem "ver o mar" desde que foi morar lá. Então... Boa Viagem, a mais próxima, a única possível pra quem tá sem carro. Hiper movimentada, treino pro Triathlon, mil pessoas com camisetas coloridas, gente fazendo propaganda política (e nós recebendo todo tipo de santinho que se transformará em corações de dobradura). Água de côco, caminhada básica (ufa!) pra almoçar no Shopping Recife (Lá tem Chocolate Caseiro Ilhéus!) e um cineminha, que ninguém é de ferro! (Saudade das quartas de Santa Clara's Movie Night...) Não vou negar que deixei escorrer algumas lágrimas assistindo Zuzu Angel. Recomendadíssimo.

O sábado terminou com uma caminhada interminável da Dantas Barreto até o final dos finais da Av. Conde da Boa Vista, com direito a câmera guardada na bolsa e uma varredura no Atacado dos Presentes (comprinhas básicas...) e mais uma procura (grazzie Dio frutífera) de presentes para o irmãozinho que ficou em casa.

Já que o sábado acabou... amanhã escrevo sobre o domingo, que não ficou atrás em termos de passeios, descobertas e curtição. Agora vou ali, aproveitar o sol que está se pondo, e aplaudí-lo na Sapetinga.

Nenhum comentário: