11.9.06

Onde eu estava...

... em 11 de setembro de 2001? Foi a pergunta que a Márcia me fez, (ela viu no www.msn.com) hoje à tarde, quando fazíamos do orkut um msn público, por conta de problemas técnicos com o Dino.

Pois não é que eu me lembro? (Incrível!!!)

Estava em casa, mais especificamente no PC, esquentando a cabeça enquanto fazia umas partituras no Passport Music Time. (A internet na época era discada; ilimitada, mas prendia a linha telefônica. Então, durante o dia não era tão comum ficar conectada.)

Concentradíssima nas minhas bolinhas, fui interrompida pelo telefone. Era uma amiga que gritava do outro lado: "liga a TV, liga a TV"... saí correndo, ainda a tempo de ver o segundo avião atingir a outra torre. Como todo mundo, não dava pra entender nada. O que era aquilo? Quais os motivos? O que isso iria causar?

O primeiro pensamento foi nos cunhados e sobrinho que moram . Corri pra ligar... mas não consegui, claro, congestionamento nas linhas telefônicas e depois ficaram cortadas mesmo. Até recebermos notícias, foi uma aflição no coração.

Ninguém sabia onde tudo aquilo levaria... e nas nossas vidas, influiu, e muito. Explico. Line estava terminando a 8a. série, com 13 anos. Tempo sobrando, maturidade faltando... Nossos planos era que ela passasse um ano com a tia, em Denver, Colorado. High School, experiência com outra cultura, outro idioma... parecia ser um plano excelente. Iria com visto de turista, começaria a estudar e depois pediria pra trocar a categoria do visto. Eu iria levá-la, passaria um mês por lá, estava tudo tão certo...

Mas o que aconteceu no WTC fez desandar nossos planos. Dificuldade pra conseguir o visto... "provas de vínculo econômico com o país"... resumo da ópera: nada feito. Mas sabe que até foi bom? Ela passou o ano de 2002 sem estudar (na escola formal), e aproveitamos pra estar mais juntas... Fizemos aula de inglês juntas, tinha as aulas de flauta toda terça em Itabuna, criamos nossa rotina das quartas no cinema, trabalhamos juntas fazendo mil coisas de bisquit... 2002 foi um ano bom... e graças ao 11 de setembro!

Às vezes fico pensando em como seriam as coisas se nada disso tivesse acontecido. Se minha filha tivesse ido embora, e resolvido ficar por lá... mas esse monte de "se" termina me deixando atordoada, e prefiro simplesmente agradecer a Deus o ano bom que vivi em 2002. O ano em que moramos "de aluguel" enquanto construíamos nossa casa... o ano em que resolvi sair do trabalho por valorizar mais minha integridade mental do que o dinheiro no final do mês... o ano em que "aposentei" a música na minha vida... É, tudo isso teve o dedinho de Bin Laden, não é incrível?

Nenhum comentário: