17.10.06

Nada.

Sabe aquele dia quando tudo que você quer é só nada? Pois é. Só queria não ter nada pra ler por obrigação (tipo texto de mídia regional), nada pra pagar senão é cortado (tipo telefone), nada pra entregar (tipo roteiro de vídeo dos outros), nada pra tomar (tipo remédio pra dor de cabeça), nada pra me queixar (tipo tudo) assim... nada.

Pior é que desses nadas eu tenho todos. E mais um pouco. E a inspiração pra fazer o que gosto.. essa é que não é nada mesmo. Acho que é TPM. E tem gente que diz que isso não é nada.

Só tenho os nadas que não queria: Nada na cabeça pra escrever aqui, nada pra vestir numa festinha sexta feira, onde o convite veio explícito: "esporte fino", nada pra responder na bendita prova oral de hoje.

Então tá. Vou ali fazer nada.

Nenhum comentário: