8.12.06

Me assumindo



Hoje fui levar umas fotos pra imprimir num dos laboratórios da cidade. Sou cliente de lá faz tempo, desde quando eles só tinham loja em Itabuna. Abriram filial aqui há alguns meses. Todo mundo me chama pelo nome, já sabe que prefiro papel mate sem borda... que já levo as fotos "cortadas" e o balanço de cores sou eu quem faço.

Lá, vi a "decoração de natal" deles. Uma árvore pequena, em cima do balcão, enfeitada com pequenos presentes e algumas fotos. Fui olhar detidamente as fotos (curiosidade normal feminina e de fotógrafa também). Percebi que eram de fotógrafos da cidade. Curiosamente... apenas homens! Comentei: "Que árvore "machista"!!!" E a resposta veio: "Aqui na cidade só tem uma fotógrafa, e ela não quis fazer a foto pra colocar aí...".

Como assim, Bial??? Aqui na cidade só tem uma fotógrafa??? E eu sou o quê??? Não, não armei barraco. Nem ao menos cobrei o reconhecimento de que "na cidade há mais de uma fotógrafa". Mas o acontecimento serviu pra que eu me posicione definitivamente.

Sim, eu sou fotógra profissional. Fotografo eventos, faço books, edito as fotos, e ainda faço clipes musicais com as fotos em DVD.

Tenho equipamento para isso, tenho técnica e tenho feeling, percepção e sensibilidade pra fazer boas fotos.

Por que vou passar o resto da vida esperando montar um studio pra depois assumir que sou fotógrafa???? Amantes da fotografia existem muitos. E me incluo entre eles. Mas... além de gostar, eu faço profissionalmente, também. É uma das minhas fontes de renda. E posso dizer que não me envergonho do meu trabalho. Lembram do casamento da filha da amiga, aquele que eu esqueci que tinha sido contratada? Pois é... Alguém deu aos noivos um álbum com 20 fotos, feitas por um fotógrafo tradicional da cidade. Então, essa foi uma boa oportunidade, aliás, uma excelente oportunidade de comparar o meu trabalho com o dele. E o melhor, é que não fui eu quem comparou. Nem vi as fotos dele. Mas... já ouvi vários comentários, todos no mesmo tom: Suas fotos ficaram muuuito melhores!!!!

Ah, como gostei de ouvir isso... e de pessoas que nem são meus amigos, que comentaram sem saber que estavam falando com quem tinha feito as "fotos melhores".

Mas por que estou dizendo isso agora? Seguinte: Mandei e-mail para muitos dos meus amigos, contatos no orkut e msn, que têm também "contato fotográfico". Que estão acostumados a, se eu estiver num ambiente, fazer fotos e depois simplesmente mandar via e-mail. Vocês já viram fotógrafo rofissional soltar os negativos? Eu nunca!

Assim, mandei o seguinte e-mail:

Nada melhor do que o final do ano para por nossas coisas em dia, não é? Inclusive nossa memória, lembrando das coisas boas que nos aconteceram durante o ano (ou durante os anos que passaram).

Você tem fotos feitas por mim e armazenadas em meu PC???

Essas fotos lhe interessam?

Bem... Seja em mídia digital (CD ou DVD) ou em papel fotográfico, se você ainda as quiser, entre em contato comigo para acertarmos o preço, pois estou com espaço reduzido no HD e preciso organizá-lo.

Tenho preço para as fotos em papel, gravadas num CD ou em clipes com música e efeitos em DVD. Creio que você conhece o meu trabalho e sabe que vale à pena.

Espero sua resposta até o dia 20 de dezembro. Após essa data, vou limpar meu HD e deletar as fotos.

Desejo um final de ano em paz e um novo ano de vitórias e sucesso para você e os seus.

Beijo enorme,

Anabel


Será que eu fui clara? Imaginava que sim, mas... ainda teve gente que me respondeu dizendo que "se eu tivesse mais alguma, mandasse". Bem, pra quem não entendeu, eu vou desenhar:

Acabou a moleza de "mande as fotos pra mim, tá?" Meu equipamento teve preço, meu tempo e minha arte também têm. Quem quiser usufruir deles, pague o preço justo. Na boa. Eu faço com o maior prazer, feliz e satisfeita. E mais ainda, por ter meu trabalho reconhecido. Elogio é bom, faz bem pra alma, mas a gente não come nem veste nem põe elogio no tanque do carro.

Vou continuar levando minha canon pra onde for, sacando da bolsa nos momentos mais inusitados... e deixando guardada também quando perceber que não é a hora de clicar... MAS de hoje em diante, até no orkut eu vou evitar colocar minhas fotos, pra não ter a "felicidade" de vê-las expostas, sem créditos e sem minha autorização. Quero mostrá-las, sim, gosto e não vou parar de fazer isso. Mas quem quiser que eu fotografe, agora vai assumir os custos desse desejo.



E quando quiser dar um presente a alguém, vou dar, sim. Mas EU vou escolher dar. Não vou me sentir obrigada a fazê-lo, nem constrangida por ter que dizer que há um preço.

Pois então... se algum de vocês quiser alguma foto que ainda se encontra em meu PC, é só entrar em contato... pra saber o preço!!!! (E logo, antes que eu delete.)

UPDATE:
Créditos das fotos aí acima:
1. Eu no studio de foto da UESC, foto de Renata, 2005.
2. Minha mão e a de Jady, foto de Line em 09/10/2006, Praia da Concha - Ilhéus - BA.

Nenhum comentário: