11.1.07

Circuito da poesia

Dia de passeio pela Veneza Brasileira. Depois das compras de "material escolar", almoço na Padaria Imperatriz, como nos meus tempos de estudante, comendo o "retalho" de pizza com um gosto indescritível (Abelzinho disse que era de "tomate", mas eu discordo...), fui andando com Line até a "Cultura-Paraíso", como ela chama. Queria ter um mapinha, pra mostrar como é longe... e pra a sedentária aqui... é muuuito longe. Mas fomos (e não foi a primeira vez).

Atravessando a ponte que vai dar no Recife Antigo, encontramos uma estátua de Joaquim Cardozo (com "z" mesmo), em tamanho natural... e estranhamos: "Isso é novo... não estava aqui da última vez que passamos, em setembro!" E Line lembrou: "Joaquim Cardozo" é o nome da Biblioteca do CAC, na UFPE. Legal... Fizemos fotos, e fomos em direção ao Paço Alfândega e à Livraria Cultura. (Me lembrem de falar depois sobre "Zorro" de Isabel Allende e a "contação de histórias" da Cultura).

Mais fotos, do alto do Paço, no restaurante Assucar (é assim mesmo!) e de lá de cima, vimos: "Mais uma estátua pra fotografar!" Quando descemos, fomos ver. Ascenso Ferreira. (Nunca ouvi falar...) A mesma placa de "Circuito da Poesia", à qual eu tinha dado pouca importância quando vi junto da estátua de Joaquim Cardozo. Um mapa, e uma lista de 12 poetas homenageados com estátuas em tamanho natural: Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto, Capiba, Mauro Mota, Carlos Pena, Antônio Maria, Chico Science, Ascenso Ferreira, Joaquim Cardozo, Solano Trindade, Luiz Gonzaga e Clarice Lispector.

Achei bonito ver a lista que envolve pernambucanos de nascimento ou de adoção, poetas e músicos (que não deixam de ser poetas), e misturando o popular com o não tão popular... Gostei de ver misturados esses nomes, uns que eu não conhecia mas depois vi que conhecia a obra sem dar o devido crédito com outros bem mais meus conhecidos, até pessoalmente, como Capiba, que tinha conta na mesma agência do Bradesco que eu, quando morei aqui (no século passado).

E nós resolvemos voltar andando, pra tentar ver as estátuas da Rua da Aurora, mas olhando a distância, preferimos ir à Praça Maciel Pinheiro, ver Clarice Lispector. Valeu à pena o passeio cultural pelo Circuito da Poesia pernambucana! Dos 12, vimos 3. É bom que ainda sobra quem visitar da próxima vez! (As pernas estão aqui me lembrando o peso das décadas... e o preço do sedentarismo!!!)

Fotos, pra ilustrar a tarde de poesia:









"Sozinho, de noite,
nas ruas desertas
do velho Recife
Que atrás do arruado
moderno ficou...
Criança de novo
Eu sinto que sou!
Larga de ser vagabundo, Ascenso!"

(Mas como foi bom ficar de bobeira nas ruas não tão desertas do velho Recife... Ah, Ascenso, meu velho, obrigada por sua companhia! Eu "vou danando pra catende...")

UPDATE MAIS DO QUE ESPECIAL:

Lembram do CokeRing, o concurso de blogs da Coca??? Pois... o "deixo ler" foi selecionado!!! Agora, depende de vocês... tem contador da coca aqui, e eles monitoram as visitas. Quem quer ver eu ganhar mais um premiozinho???? Então é só continuar a vir aqui, querendo ler... eu deixo!!!

Nenhum comentário: