17.2.07

Na rua, na chuva, na fazenda...

Não, na fazenda, não. Mas está virando rotina sair na chuva. Quase uma semana sem trégua, apenas alguns momentos de estiagem. Como está fazendo muuuuito calor, não me deixa esquecer que é verão, e não me desespero completamente. Olho pras previsões no site do climatempo e me animo quando vejo que vai fazer sol a partir de segunda. Mas 80% de possibilidade de chover 15mm3 ao dia... é desanimador. Mesmo pra alguém tão otimista como eu. (Sorry, Nan... mas tá chovendo!)

Ontem quando fui à fisioterapia tive que atravessar umas quantas regiões alagadas, que quase afoguei - literalmente - o carro. Hoje ele estava assim, como direi... engasgando, engüiando, dizendo pra mim: "você fez besteira comigo, me molhou demais, agora estou gripado!" Espero que seja só um resfriado, porque ficar com carro ruim bem no feriado... aff... xô urucubaca!!!

Tá certo, eu vou ser sincera. Não é a chuva que está me deixando mal humorada. Levanta o dedinho quem adivinha...? Acertou quem lembrou da enxaqueca. Eca... o estômago revira, os olhos pedem escuridão e paz, a cabeça lateja como de tivesse uma bomba inflando algo que não pode mais ceder... Até descrever é complicado. Passei boa parte do dia na cama, tentando dormir pra ver se aliviava, pois o sono da noite passada já foi prejudicado por ela. Mas quem disse que adiantou?

Dessa vez eu SEI que é a infame TPM, pois estou provando dos outros sintomas. Em outras épocas eu diria: "é preciso muita sorte mesmo pra menstruar bem no feriado!" Tudo bem, pra quem está desempregada e de férias da faculdade, não interessa se é feriado, ou não. Mas pra quem vai receber amigos no feriado, faz muuuita diferença.

Pois é, a parte boa do post de hoje é que estou na expectativa do retorno - não é de Jedi, e nem de Jady- de Karine e Leandro. Pois não é que eles gostaram da cidade??? (Acho que de mim também hehehe) Estão chegando na segunda, e trazendo o restante da família. Dessa vez não vão ficar aqui em casa (Leandro não gostou do meu café feito na cafeteira - ralo, segundo ele -, e mesmo dizendo que comprei coador de pano, ele não confia!!!), e o lugarzinho relento que arrumei pra eles pode ser visto aqui. Então, ninguém merece ficar mal num período desses, né?


Sim, tem outra parte boa. Hoje quando ia saindo pra fazer as unhas (que certamente serão estragadas numa mesa de praia em vários caranguejos), recebi pelo correio um exemplar do livro "Não deu tempo pra maquiagem", da minha pró Ayeska. Ainda não li, mas já dei uma olhadinha (a enxaqueca não deixa me concentrar em nada, of course). São contos sobre "mulheres perdidas e achadas... ou achadas e perdidas". Me lembrem da resenha sobre o livro, depois. E se alguém quiser, procure em Salvador, pois está sendo distribuído gratuitamente (Coleção Selo Editorial Letras da Bahia), eu não sei exatamente aonde, mas está. (Vou perguntar a ela, e quando comentar o livro eu digo).

Enfim, é isso. TPM, enxaqueca, chuva... que dia! Ecaaaa!!! (Oh dia, oh vida, oh azar...)

Nenhum comentário: