23.3.07

Beira mar

"Na terra em que o mar não bate
Não bate o meu coração
O mar onde o céu flutua
Onde morre o sol e a lua
E acaba o caminho do chão

Nasci numa onda verde
Na espuma me batizei
Vim trazido numa rede
Na areia me enterrarei

Ou então nasci na palma
Palha da palma no chão
Tenho a alma de água clara
Meu braço espalhado em praia
E
o mar na palma da mão

No cais, na beira do cais
Senti o meu primeiro amor
E num cais que era só um cais
Somente mar ao redor

Mas o mar não é todo mar
Mar que em todo mundo exista
O melhor, é o mar do mundo
De um certo ponto de vista
De onde só se avista o mar
A ilha de Itaparica

A Bahia é que é o cais
A praia, a beira, a espuma
E a Bahia só tem uma
Costa, clara, litoral

É por isso que o azul
Cor de minha devoção
Não qualquer azul, azul
De qualquer céu, qualquer dia
O azul de qualquer poesia
De samba tirado em vão

É o azul que a gente fita
No azul do mar da Bahia
É a cor que lá principia
E que habita em meu coração"

(Gilberto Gil, mas podia ter sido eu. Clique para ouvir.)


Acordar e ver o céu azul, misturando com o mar, mesmo que o mar não esteja exatamente azul, como hoje, por conta da chuva que trouxe pelos 4 rios que desembocam aqui, muita água barrenta, é lindo demais. Decididamente, na terra em que o mar não bate, não bate meu coração. Acho que vou fazer uma camiseta, um adesivo, um outdoor, sei lá, qualquer coisa, pra proclamar em alto e bom som - e imagens - que eu sou apaixonada por essa imensidão, seja lá de que cor estiver!

E por isso... tanto fiz que convenci o "povo" da minha equipe a trocar o tema do nosso vídeo educativo. Coisa pouca... Era pra ser sobre "saúde bucal" (despertando a consciência da necessidade da higiene, ensinando a escovar os dentes, desmitificando o medo de dentista...) e resolvemos fazer sobre "curiosidades históricas de Ilhéus". (Quase a mesma coisa). Fica bem mais a minha cara, né? E como disse a querida professora... "sem tesão, não rola um bom produto". Entonces... Lá vou eu de novo, coração nos olhos, num final de tarde... catar minha cidade e transportar a história da memória dos idosos pra um vídeo que espero seja "educativo" para turistas e habitantes da Ilha, nativos ou não.

Além disso, meu TCC está quase definido: "Análise da construção e funcionamento da rádio-poste Maré Mansa, na cidade de Ilhéus". Deus me ajude, preciso escrever a justificativa até segunda.

Eu tenho mesmo que morar aqui. E aguentar todos os "contra", porque os "pró" valem mais.





Contribuição involuntária da Geo, mas que acho que cabe perfeitamente aqui!

Nenhum comentário: