6.3.07

Eu sou avó - se é que você não sabia

Sou a mãe da criança, que virou flautista, que virou universitária, que virou blogueira, que sempre foi feliz, mesmo quando não sabia.

(Tô vendo que esse comment vai virar um post lá no http://deixoler.blogspot.com, mas tudo bem, depois eu copio e jogo lá! E ela ainda vai brigar comigo, porque aqui é lugar de dizer Ni pra ela e não pra todo mundo!)

Então...

Fiote, a outra Lorelai aqui vive pra ser orgulhosa de você! (Pra quem não sabe que o nome de Rory é Lorelai!!!!) Orgulhosa de sua beleza desde sempre, de sua inteligência desde sempre, de seu amor desde os 9 anos, (isso rende história), de sua musicalidade desde sempre ("Canta mamãe!") e de sua maneira toda peculiar de ser.

Sou um pouco mãe do blog também, e orgulhosa por ele ter durado um ano, e sei que vai durar muitos outros. É, sou mãe do blog, ou avó, como eu disse no dia em que ele nasceu. E como toda mãe/avó coruja, eu fico fazendo propaganda dele sempre que dá (e até mesmo quando não precisa).

Bom, vou continuar lá no MEU blog, antes que você mande chamar a polícia por estar estragando seu espaço.

Mas saiba que te amo, e tô aqui feliz por ter ido dormir às 2 da manhã depois de muitos atF, pulo na barriga, cavalinho e iaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa eu ganhei!!! (pinicooooo!!!) e ter deixado vcoê escrever este post tão gostoso.

Vai lá no meu (odeio essa frase), mas dessa vez ela é necessária, se quiser ler o resto do post!!!! (mas vai depois, pq eu comecei a escrever agora!!!)

[Abre parêntesis]

Foi esse o meu comentário no Ela também diz Ni logo cedo, quando acordei morrendo de medo que alguém já tivesse ido lá e comentado antes. É, eu sabia que hoje era um dia especial pra ela, mas não soube por conta própria. (Vide papo no msn na madrugada de hoje:)

(01:42) Linoca, cara de pipoca: ei
(01:42) Linoca, cara de pipoca: mãaaaaaaaaae
(01:42) Linoca, cara de pipoca: me de os parabéns!!!1
(01:42) Bel: por que???
(01:42) Linoca, cara de pipoca: hj é niver do blog!
(01:42) Bel: eita!!!!!!
(01:43) Bel: vc nem avisou direitoooo
(01:43) Bel: PARABÉÉÉÉÉÉNS!!!!!!!!!
(01:43) Linoca, cara de pipoca: eu num ia nem postar
(01:43) Bel: NI PARA TODOS!!!!
(01:43) Linoca, cara de pipoca: mas tenho obrigação
(01:43) Bel: kkkkkkkkkkkkk
(01:43) Linoca, cara de pipoca: af
(01:43) Linoca, cara de pipoca: para com isso
(01:43) Bel: já postou?
(01:43) Linoca, cara de pipoca: inda naõ
(01:43) Bel: iaaaaaaaaaaaaaaaaa
(01:43) Linoca, cara de pipoca: vc ve amanhã
(muitos iaaaaa depois...)
(01:54) Linoca, cara de pipoca: ó
(01:54) Linoca, cara de pipoca: preciso me concentraaaaaaar
(01:54) Bel: já vou, vou deixar vc postar
(01:54) Bel: bye
(01:54) Linoca, cara de pipoca: assim eu num termino nunca!
(01:54) Linoca, cara de pipoca: xau!
(01:54) Bel: iaaaaaaaaaa
(01:54) Linoca, cara de pipoca: kkkk
(01:54) Linoca, cara de pipoca: travesseiro na sua cara
(01:54) Linoca, cara de pipoca: vai dormir!
(01:54) Bel: xau
(01:54) Bel: fui
(01:54) Bel: iaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
(01:55) Linoca, cara de pipoca: xau!
(01:55) Linoca, cara de pipoca: ja disseeeeeeeeeeeee
(01:55) Bel: já fui

[fecha parêntesis, que o post volta a ter destinatário certo]

Pois é, ainda vale aquela velha frase "parece que foi ontem" que vc me mandou o link do seu blog, mas ao mesmo tempo, parece que ele existe desde a vida toda. Todos os dias, invariavelmente, eu vou lá (o olho que tudo vê deve lhe dizer isso, apesar do meu IP aparecer de Minas Gerais, e ultimamente de Aracajú, vá entender), mesmo quando está de recesso anunciado, ou quando eu tô careca de saber que você tá sem net.

É porque a mãe vai olhar o berço do bebê mesmo que não ouça barulho nenhum, mesmo que ele não chore, e mesmo que esteja tudo bem. E é nessas debruçadas sobre o berço que a mãe recebe o primeiro sorriso, vê o primeiro dentinho, e tem muitas e agradáveis (ou não) surpresas. Porque nunca se sabe o momento exato de quando o bebê vai firmar os pés e ficar em pé ou dizer mamãe pela primeira vez. E por que comigo seria diferente??? Vou lá, sim, todo santo dia (e se vacilar, várias vezes no dia, se eu suspeitar que vc teve acesso à net) e vou continuar indo, mesmo quando você estiver aqui comigo e eu tiver menos tempo de conexão, disputando com você e o irmãozinho.

Fiote, só Deus sabe como sinto sua falta, quero dizer, só Deus sabe a intensidade, porque a quantidade, todo mundo que lê esse blog e que convive comigo também sabe. Cada detalhe do que você escreveu ali é especial pra mim... e vai ser sempre, a cada terça, mesmo que não seja terça.

Como não tem uma foto nossa, e eu me recuso a ir procurar nos DVDs backupeados, vai uma foto do amanhecer de hoje... dia que nasceu especial e lindo, como você, porque é seu.


Te amo, more than words can say... e não sei qual é a trilha mais apropriada pra hoje, se Lalalu, A lua vai dormir encabulada, Casa de Lola, aquela outra que parece com "meu caro amigo me perdoe por favor...", Valsinha, Dura na queda, She, Here for You, She's leaving home, Pan's Labrint lullabay, aquelas músicas repetitivas do Oasis ou o CD inteiro das Canções de ninar Disney (ainda coloco o link de todinhas aqui, via e-snips). Enfim, nossa trilha sonora é eclética, rica e imensa. Mas jamais vou me esquecer do dia em que você cantou Mãe, no meu aniversário que caiu num dia das mães (na igreja e depois na quadra do Vitória - nunca pensei que você tivesse coragem): "Num só gesto basta para tanto me ensinar, seu silêncio, suas palavras são pra se guardar. Mãe, eu quero honrar você, meu respeito vou lhe dar, mesmo em momentos que a gente discordar. No aperto de suas mãos eu sinto tanta comunhão, fruto de uma tão antiga e doce relação... no aperto de suas mãos eu sinto paz e proteção, sinto as mãos de Deus por sobre suas mãos."

É isso, filha, o niver é seu, mas tem festa aqui, também. Festa no meu coração por você existir, por você crescer, por você escrever, por se mostrar linda e rica como é, por dentro e por fora.

Iaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Perna por cima!! Ganhei! E pronto, acabou.

Nenhum comentário: