2.3.07

Um sopro de vida vindo do Norte

Acho que já estava mais do que na hora de eu sair do limbo do meu mau humor e voltar à razão. Como diz a Márcia... em frente e enfrente. Então... depois de receber o resultado da endoscopia que disse que eu tinha uma hérnia de hiato e uma gastrite enantematosa, e de sobreviver a uma noite de rainha (no trono) por conta de 2 comprimidos de lactopurga preparando uma ultra-sonografia do abdomem, acho que bati o pé no fundo do poço, e voltei à superfície.

Thanks pelas demonstrações de "não-solidariedade" em benefício da minha melhora, e cumpre-me dizer que a cabeça ainda dói, mas menos do que antes. O estômago depois de descobrir que está tão podre, resolveu se comportar, dando a vez ao intestino pra fazer arte. Então... Vamos indo, à base de Omeprazol e da velha homeopatia, tentando achar o equilíbrio.

Acho que muita coisa que aconteceu com os outros (como os do filme, que estão vivos) serviu pra me levantar. Primeiro a Karine manda scrap dizendo que vai assistir o Roupa Acústico 2; depois a Jady cola grau numa odisséia que termina com uma festa particular, (sem foto, buáááá) onde eu me diverti vendo ela e Nilo experimentarem os efeitos (beeem gays) da web cam nova (neve, estrelinhas, disco voador, joaninhas, aranhas, etc, etc), darem beijo na boca pra me matar de inveja, e até tentarmos agendar a data de casamento deles de acordo com as minhas férias, a lua cheia e mais não sei quantos requisitos. (Ficou em aberto, ainda!)

Continuando, algumas ligações telefônicas, conversas emeesseênicas e e-mails fizeram meu dia acender um pouquinho. Mas, por conta de coisas nem tão boas, me peguei fazendo testes de pesquisa no Google, e terminei por encontrar esse blog, que me fez voltar a acreditar em vida inteligente na blogosfera. Não, calma, não estou ofendendo ninguém, longe de mim.

É que depois de um certo tempo, depois das grandes descobertas bloguísticas e dos bons amigos que fiz por aqui, me acostumei a ir sempre nos mesmos lugares, a fazer o caminho de todo dia. E muitos passos desse caminho estão como eu estava, desestimulados, sem graça, sem ispiração ou sem sei-lá-o-que. E de repente redescubro o prazer da descoberta. A sentir como é bom ir de link em link através dos comentários inteligentes num texto bem escrito... e ter novo ânimo pra enxergar meu blog como algo mais do que essa bagaça, como já me referi a ele.

Então, venho de público, pedir desculpas a mim mesma - e aproveito e já digo também que eu me perdôo - e ao meu blog pelo descaso. (Não vou voltar no tempo e no meu novo caminho tentando me justificar, isso é coisa de quem fica indo e voltando, como a maré, e que nunca passa do ponto em que vai toda noite. Peço perdão, me perdôo e pronto.)

O blog da Manaurara que tão simples e lindamente se descreve como uma "estagiária em Percepção-do-mundo", me fez gastar um tempo bem gasto lendo posts sobre assuntos interessantes e variados. E ver como tenho que pedir perdão a vocês também, os que comentaram por aqui na última semana, e não tiveram minhas respostas dignamente aqui colocadas. Sim, eu sempre cuidei das respostas aos comments, vocês sabem, e ultimamente, apesar de ler todas, não estava conseguindo responder. Mas com a leitura dos comentários - e respostas - lá, ganhei novo ânimo e assim que terminar aqui, vou correndo no Mr. Halo responder a vocês.

Então é isso, acordei, e espero passar mais do que uma lua viva e ativa.

Nenhum comentário: