13.4.07

Feliz Aniversário!!!


Sem bolo, sem pizza, e até mesmo sem coca - acredite quem quiser! Mas é Feliz Aniversário pra mim!!!

Há 7 anos atrás, exatamente no dia 13 de abril - que era uma quinta-feira, e não sexta, como é hoje, eu estava no Hospital São Rafael, em Salvador, retirando um nódulo da tireóide. Uma cirurgia rotineira para o Dr. Cirurgião-de-cabeça-e-pescoço, mas extremamente delicada para a dona do pescoço em questão.


Muito legal toda a equipe de médicos, desde o Dr. Radiologista, ao Dr. Patologista, e os dois Drs. Endócrinos que me acompanharam. Tenho só boas recordações dessa turma toda. E não tive medo de morrer, não. Só pensava em como iam ficar meus filhotes... E confesso que o que mais me preocupava eram as sequelas que podiam sobrar dessa história. Na viagem pra capitá, fui junto de uma senhora que tinha feito a mesma cirurgia, e ficou sem falar por 8 meses, e MESMO depois, falava com aquela voz rouca de Al Pacino em O Poderoso Chefão.

Agora, pense: Eu trabalhava com a voz, dando aulas de canto, regendo corais, dando aula de musicalização infantil.... o que ia fazer se ficasse sem voz, ou desafinada? É, foi um stress sem tamanho. Mas, como tudo na vida, passou. Logo depois da cirurgia, fiquei morrendo de medo de falar, mas tive que dizer à enfermeira que estava ficando toda dormente (queda de cálcio), e só depois percebi que estava falando normalmente. Mas não tinha coragem de cantar... Dois dias depois, foi o aniversário de Line, 12 anos, e o primeiro que eu estava longe dela. Quando peguei o telefone, instintivamente cantei "parabéns pra você"... e ela gritou de lá: "Você não ficou desafinada!!!!"

Os dias foram passando, e o pós-operatório que começou bem, foi ficando complicado com a queda dos hormônios, e é um tempo no qual não gosto de pensar, mas procuro não esquecer. Não posso esquecer tudo o que já passei, para valorizar o que vivo hoje. Foram meses de cama, levantando apenas para ir ao banheiro, recusando visitas, engordando sem parar (8 Kg em 15 dias), sem ânimo pra nada, e nem vendo a vida passar pela janela.

Maria, a minha Maria, me trazia comida na cama, cuidava de mim como de um bebê... nunca vou poder agradecer o suficiente. Me "mudei" pro quarto de Line, pra não atrapalhar o sono do marido, e pra ficar mais no meu canto mesmo... o isolamento era necessário, eu acho. Até que eu me reconhecesse, aprendesse a aceitar a pessoa que eu era, a partir dali.

Fiquei mais lenta, mais devagar mesmo. (Imaginem como eu era antes!!!) Aprendi a bordar (ponto cruz com avesso perfeito, vagonite, ponto reto, ponto ajour...), a fazer todo tipo de artesanato (bisquit, emborrachado, bijou, flores de meia de seda, aperfeiçoei o croché e sei-lá-mais-o-quê), gastei mais tempo lendo, e em meio a isso tudo ouvindo música o tempo todo. Ás vezes um CD ficava no automático uma semana inteira, ou mais. E na época não era mp3, eram CDs originais, com 10, 12 músicas que se repetiam sem parar.

O tempo foi passando, e a "nova mulher" teve que cair na real. Volatar a trabalhar, aguentar as criancinhas super bem educadas da escola particular, as mais mansinhas da igreja, (mas os pais de umas e outras eram da mesma qualidade, muitas vezes!).

O ano de 2000 passou e eu não percebi. E entre 2001 e 2003 vivi uma confusão mental, emocional e espiritual. De um lado, deprimida, insatisfeita, chorona (mais), um bagaço. De outro lado, sonhadora, forte, me meti em trabalhos voluntários na comunidade da igreja, dando aulas de artesanatos vários, me envolvi com projetos sociais, parecia uma fortaleza sem fim. Como podia ser "duas" dessa forma???? (Até hoje não sei.)

Deixei o trabalho na escola, e mergulhei nos artesanatos, fazendo de minha casa uma bagunça só. Tinha um atelier no fundo, que devia ser o local único pra isso, mas era muito quente, e terminávamos (eu e Line) indo pra sala de jantar, pra sala de visita, pros quartos... com toda a nossa tralha. Tudo bem, deu uma graninha boa, especialmente na época dos "vírus" (assunto pra outro post), mas gerou muuuuita confusão também, com a outra parte dos habitantes da casa que se incomodavam com a bagunça. Mas duas DDAs juntas, inflamadas de criatividade... não podiam ser podadas!

No final de 2003 resolvi que ia fazer vestibular, e entrei num cursinho por 3 meses. Voltar a ser estudante depois de mais de 20 anos que terminara o ensino médio, e 17 depois de concluir o primeiro curso superior, era uma aventura. Mas foi gostoso. E rendeu bem! Passei no vestibular de uma Universidade estadual em 6º lugar, aos 39 anos... não foi uma conquista pequena, não! E manter o curso num nível bem acima da média, com Coeficiente de Rendimento Acadêmico acima de 9,0 é maior ainda.

Esta fase está quase terminando, este é meu último semestre de aulas, e muita coisa mudou na minha vida, desde o início de 2004 e do meu curso de Comunicação Social. Sei que muitas outras mudarão, outras fases acontecerão... umas melhores, outras piores... mas em todas vou continuar sentindo a mão de Deus sobre mim, e vou manter meu coração agradecido.

E, num dia como hoje, em que amanheci tão mal e estou indo dormir tão melhor, não podia deixar de relembrar tudo isso. E dizer a mim mesma: FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

E a trilha real - de agora é Song for angels, by Crimson Glory - ouça aqui.

"Innocence is fragile like the wind
Cold hearts can tear it down
It's hard to find some sanctuary
I know you're feelin' like the world
Is on your shoulders
And you won't survive if it gets any colder
Angels- wait for tomorrow
Before you smile you gotta cry sometimes
Angels- a new day will follow
Even angels need to learn how to fly
Listen close to the child inside you
Beggin' to be set free
you've lost your way
And your heart is needing shelter
I know you feel the walls are
Closing all around
Hold on, it won't be long
Before you break 'em down
Angels- wait for tomorrow
Before you smile you gotta cry sometimes
Angels- a new day will follow
Even angels need to learn how to fly
Believe in all you dreams
And reach for the sky
So hard all alone
Fightin' thru the pain
Some day you'll stand up
Strong and unafraid
And then you'll see the sun
Right behind the rain
Spread your wings
Angels- wait for tomorrow
Before you smile you gotta cry sometimes
Angels- a new day will follow
Even angels need to learn how to fly"

Nenhum comentário: