17.4.07

Tudo novo... será?

Nem preciso avisar que o blog tá de cara nova, né? O niver foi dela, e enquanto eu morgava dopada durante à tarde, ela fez "isso aqui" e me deu de presente.

Passei a semana meio lá - meio cá, ou mais pra lá do que pra cá, por conta da tal labirintite e da TC do crânio com o bendito contraste. Nada fácil. O ambiente na sala de espera era o pior possível: todo mundo com câncer e nos mais variados lugares: língua, reto, medula... E eu na doce ilusão de que estava só investigando a labirintite. Até que olhei a requisição do meu exame... Médico procurando uma "lesão" no meu cérebro, segundo o que estava escrito lá. Ah, tô nem aí que tenha! Vai ser mais uma pra eu enfrentar, é a vida. Se eu disser que nunca suspeitei disso, é mentira. Essas minhas enxaquecas vinham me avisando que podia ter algo a mais do que simplesmente "ela". E então, vem aí mais uma fase "nova" na minha vida.

Nesses últimos dias tenho acompanhado a batalha da Rê e do Vini, um bebê lindo de 2 aninhos, que em 2 meses descobriu que estava com leucemia, e no domingo, no dia em que eu celebrava a vinda da minha filha, ele foi pro céu. Chorei, sem nem conhecer mãe nem filho... mas sentindo junto com um monte de gente que, como eu participou dessa história toda neste blog. A Rê está grávida de 7 meses, e começou um novo blog, se vocês quiserem passar lá, vai fazer bem.

O meu resultado vem só na sexta-feira, então, daqui até lá, é esperar e pronto.

E esperar olhando pro outro lado... as Estaduais da Bahia paralisaram hoje, e estão em "estado de greve", que quer dizer "vamos parar, fiquem ligados". Justo no meu último semestre, né? Tá bom. O jeito é esperar a cabeça voltar ao normal e mergulhar na mono. Mas antes disso, entrar logo com pedido de segunda chamada pra prova de mercadologia que acontece na quinta. Quem tem cabeça pra estudar?

No mais... precisando urgentemente de uma câmera fotográfica, fiquei babando pelas mil opções da Canon, mas sem a mínima condição financeira pra fazer qualquer coisa no gênero. Aceito ajuda, seja lá de que maneira for. Tenho um evento pra fotografar no final deste mês, e mesmo sendo pra ganhar pouquinho, não gostaria de perder o cliente... Se alguém puder me ajudar... não se acanhe.

A casa continua vazia sem Line, e Mel resolveu carimbar o quarto dela todinho de xixi. Eu até entendo, mas morro de raiva, principalmente porque pisei na poça - e descalça!

As aventuras da menina de volta pra casa foram dignas de um post, mas precisa ser dela. Envolve perda de chave, desencontros no aeroporto, taxi, etc, etc, etc. Mas entre mortos e feridos, escaparam todos e ela já está devidamente abrigada em casa, apesar de estar sem celular, o que é uma lástima.

Vou dormir agora, ainda estou sob efeito de medicamento.

Beijos!

Nenhum comentário: