21.6.07

Nietzsche chorou... e eu gostei.

Terminei de ler "Quando Nietzsche chorou". ele chorou, e eu nem ri, ou melhor, ri por dentro, de ver tanta coisa "igual" à minha vida diária...

Não necessariamente sobre a enxaqueca, embora essa também. Interessante é que o Dr. Breuer trata a enxaqueca de Nietzsche com cafeína e ergotamina (entenda-se Sumax, Ormigren ou Naramig hehehe), que pra mim resultaram em quase absolutamente nada. Só a cafeína em forma de café ou coca cola resolvem. E muitos médicos me disseram pra evitar completamente a cafeína, não consigo entender qual o raciocínio pra chegar a esta recomendação. Mas ele dava massagens (isso me ajuda) e tem aquele lance de cortar a crise ainda no início.

Mas a enxaqueca foi só plano de fundo. As falas de Nietzsche não excertos de seus livbros, e posso até chocar alguns... mas eu gostei. Não concordo com tudo, mas gosto de coisas que levam a pensar. Minha cópia do e-book está toda grifada de marca-texto amarelo, e pega até mal eu "repartí-la" assim com determinadas pessoas. Ficaria parecendo "recado encomendado". Mas que é demais, isso é!!!

A visão subjetiva do homem (sexo masculino) em seus relacionamentos, é fantástica. Tanto que às vezes me pergunto se é fato o velho ditado popular: "homem é tudo igual..." Bom, deve existir um ou outro pingado, diferente, por aí. Mas a essência... ou é cultural ou é "humana" mesmo... tudo "quase exatamente" igual.

As mulheres que aparecem no livro não têm voz, à exceção de Lou Salomé, que é um tipo extasiante, e completamente irreal, apesar de ter sido real (dá pra captar?) Então, as mulheres presentes na história são meramente justificativas para os pensamentos masculinos, uma vez que tanto o Dr. Breuer quanto Nietzsche eram quase que dois eunucos. (Vixe, me desmenti agora, não foi? Mas não quero ser spoiler, não... é melhor ler o livro!)

No final, Irvin Yalom coloca o que foi fato e o que é ficção, achei muito interessante. Cartas, acontecimentos, pessoas... reais foram unidos às mil possibilidades, de uma forma que "é ficção mas poderia não ter sido". Valeu demais ter gasto horas diante do pc lendo. Esse é um dos que quero ter pra mim, se alguém quiser me dar de presente, fique à vontade.

Vou ali, tirar o tampão do olho! Ufa!!!

UPDATE:
A Dra. Oftalmo gostou do resultado! Segundo ela, "o epitélio fechou quase completamente", então não preciso continuar com o curativo, basta só um colírio de 4 em 4 h, durante 8 dias, e retornar lá ao fim desse período. Ainda bem!

Nenhum comentário: