23.6.07

"Onde Deus possa me ouvir"

"Sabe o que eu queria agora, meu bem?...
Sair, chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada, 
Não me perguntasse nada também...
Que me oferecesse um colo, um ombro,
Onde eu desaguasse todo o desengano.
Mas a vida anda louca,
As pessoas andam tristes,
Meus amigos são amigos de ninguém...
Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior.
Pra entender por que se agridem,
Se empurram pro abismo,
Se debatem, se combatem sem saber...
Meu amor...
Deixa eu chorar até cansar,
Me leve pra qualquer lugar,
Aonde Deus possa me ouvir!
Minha dor...
Eu não consigo compreender,
Eu quero algo pra beber,
Me deixe aqui, pode sair...
Adeus!"                                                                 Vander Lee


Essa canção é linda, apesar de triste, e de dizer um grande desengano. Não, eu não estou deprê, nem me aconteceu nada de trágico. E sim, eu tenho amigos, que não são "amigos de ninguém", são amigos de verdade.

[Abrindo parêntesis... (Esse post estava sendo escrito enquanto a janelinha do msn pipocava com uma delas. A criaturinha que tem o mesmo nome da minha filha, e que, quando falo dela tenho que explicar que não é a minha filha, mas é a amiga, que de uma certa forma também se tornou um pouco filha...

Bom, ela me pediu fotos nossas, dizendo que estava arrumando o álbum do orkut com umas montagens das amigas comendo, e perguntou se eu não teria foto de nós duas juntas, comendo. É incrível, mas não tinha. E olha que nós comeeeeeeemos juntas, viu?

Esperei até o sono bater forte, e fui dormir. Nada do álbum do orkut ficar pronto. Hoje cedo, quando acordei, tinha scrap com o link de um vídeo no youtube: "achei massa, e você?" Fui ver... e nem sei como não me acabei de chorar... Acho que a torneirinha tá trancada, porque o presente que ela me deu foi lindooooo!




Ainda dentro dos parêntesis... Aline tem sido especial pra mim a cada dia. Apesar da pouca idade, se mostra madura no que é essencial. Tá certo que na hora das escolhas de coisas como a cor da tintura do cabelo, o que vai comer e afins, é a pessoa mais indecisa que eu já vi. E adora pedir opinião... pra não seguir. Mas é essa menina que eu AMO, desde pequena, e parece que eu sabia que a vida iria nos aproximar... Obrigada minha AMIGA! Focê tornmou meu dia mais bonito!) Fechando os parêntesis e voltando ao assunto do post]

É que às vezes algo me toca tanto, que não consigo deixar passar batido. Quantas vezes já me senti assim, querendo só encontrar alguém que não me dissesse nem perguntasse nada, que me desse colo e recebesse minhas angústias... que me desse tempo de qualidade... Quantas vezes já desejei morar no interior do meu interior, sem olhar pra fora, sem querer saber do resto do mundo!?!

Mas quando ouvi a canção que dizia: "Meu amor, me leve pra qualquer lugar onde Deus possa me ouvir"... lembrei de Davi, quando perguntava a Deus por que ele não era ouvido, por que os ímpios prosperavam enquanto ele via só frustrações, não compreendia a sua dor. Mas "qualquer lugar onde Deus possa me ouvir" é mesmo QUALQUER LUGAR. Tenho provado isso a cada dia... sem formalismos, estou brigada com eles, cada vez mais.

Minha felicidade é que esses momentos de introspecção passam, e eu volto a olhar pra fora, vejo o sol brilhar fora e também dentro de mim, e posso terminar a canção de outra maneira:

Minha dor eu não consigo compreender,
Mas, nunca vou me esquecer:
Comigo aqui, não vai sair:
Meu Deus!


.

Nenhum comentário: