8.8.07

Um passeio na "livraria" do hiper

Não sei se comentei aqui... mas a livraria Nobel do shopping da cidade vizinha fechou. Que demonstração de falta de cultura!!! Antes de fechar, a Nobel abriu uma sessão de locação de DVD, que tomou mais da metade do espaço dela. Acho que foi enquanto ia acabando o estoque... até morrer de vez. O fato é que a livraria foi-se. Sobrou, no shopping, o espaço de livros do hipermercado. E eu fui me parar lá, aproveitando um tempinho antes do ensaio do coral (assunto pra outro post).

Deu uma tristeza sem tamanho. Sabem o que é olhar váaaarias prateleiras de livros e não conseguir se interessar por quase nada?

Deixem-me descrever o espaço-livraria pra vocês terem idéia do quanto se busca lucro - e só lucro.

1. Tinha uma prateleira abarrotada de O Caçador de Pipas e O Código Da Vinci, de um jeito que dá até nojo... apesar dos livros serem bons, mas sabe aquela sensação de "quero vender" e só??? Não interessa o que as pessoas desejem, eu vou impinjir o que a lista de Veja diz que é pra ser lido.

2. Uma outra prateleira só com os Almanaques: Dos anos 70, dos anos 80, dos Quadrinhos, do Fusca, da TV Globo, da TV e da Jovem Guarda. (Essa foi a única parte que me animou um pouquinho, mas só um pouquinho, porque eu já estava chateada com a ausência de algo consistente).

3. Livros de auto-ajuda da pior qualidade. Por exemplo: Conquiste o emprego certo em 1 hora. Dá pra acreditar? Só existem desempregados no Brasil pelo simples fato de não terem lido esta preciosidade!!! Ao lado desse, estavam Contrate preguiçosos e Como se dar bem na vida mesmo sendo um bosta. Assim é bom demais, não? Por isso você pode conquistar o emprego certo em 1 hora!!! Ainda na linha de "consiga tudo o que quer", estavam lá dezenas de exemplares de The Secret (leia este post da Jady sobre o livro), junto de A lei da atração - o Segredo e Muito além do segredo. Isso tudo acrescido de pérolas como Paixão emagrece, amor engorda e Filhos crescidos, pais enlouquecidos. Fiquei com vontade de dizer que só enlouquecem com os filhos crescidos os pais que relaxaram com os filhos pequenos, mas tudo bem.

E assim acabou a "livraria" do hipermercado. Não foi legal o passeio? Agora me digam se não é pra desejar ardentemente um mergulho na civilização e na cultura, não precisa necessariamente ser na Civilização Brasileira, pode ser na Cultura, na Siciliano ou qualquer outra grande rede. Ah, meu sonho de consumo é ter uma franquia dessas... tenho certeza que seria onde eu trabalharia com total prazer...



Nenhum comentário: