13.8.07

Vaidade das vaidades... tudo é vaidade?

Eu nunca fui vaidosa. Não sei se porque não me ensinaram ou se eu mesma nunca quis aprender. Não ando na moda, às vezes olho uma roupa, acho bonita, mas não tenho coragem de ousar e usar. É bonita, sim, mas me deixe com minhas jeans clássicas e blusinhas light, sem muito detalhe ou enfeite, e de preferência, de alcinha.

Maquiagem? Nunca. Batom, sempre. Um cor de boca, um vinho, um cobre e um vermelho, variando de acordo com a hora do dia, o estado de espírito e a cor da roupa.

Perfume? Sempre. Masculino e cítrico, jamais doce. Mas pouco. Tenho alergia e minha garganta arde seja qual for o perfume, mas piora com a quantidade. Nunca usei perfume importado, me contento com os da Natura ou dO Boticário (Adoro Carpe Diem, Malbec, Egeo e Portinari.)

Cremes? Nananinanão. Até reconheço que seria bom... mas não consigo me acostumar em quaisquer rituais. Já basta escovar os dentes. No máximo um óleo pós banho, como o Séve ou o Ekos, de buriti.

Salão? Toda semana pra fazer unha. Depilação e sobrancelha quando necessário, e cabelo uma vez a cada 40 dias em média, pra retocar a tinta e "dar uma aparadinha", que é meu vício.

Sonhos de consumo: Só lavar o cabelo no salão, e sempre ter alguém pra penteá-lo; fazer uma plástica ou lipo na barriga, já que não faço idéia do que seja exercício físico; Massagem 3 vezes por semana, de preferência na minha casa, pra poder dormir em seguida.

Sapato? Nunca fechado. Só sandálias. Na maioria das vezes, alta, plataforma, salto anabela. Pra quem anda virando o pé, nada pior que um salto fino. E prefiro as que não prendam atrás, que eu possa tirar do pé assim que me sentar, pra poder colocar a perna na cadeira e sentar em cima. Não tenho coleção de sandálias. Acabei de constatar que preciso comprar pelo menos duas, mas, cadê dindin??? As minhas estão todas olhando pro lixo com uma cara de "leva eu por favor...?"

Bolsa? Sempre. Mas mesmo usando sempre, não penso muito nela. Normalmente tenho uma pra toda ocasião, e algumas outras que tento variar, mas uso só esporadicamente e sempre volto para a preferida, que é como o amor de Vinícius: eterna enquanto dure.

Dentro dela:

Sempre: Carteira com todos os documentos, cartões de crédito, de passe, do plano de saúde, do banco, da biblioteca, do bomclube (é um milagre e uma bênção nunca ter perdido a bendita carteira!); câmera fotográfica; mp3; pente largo e imenso; batom (uns 2 ou 3); dinheiro solto (nunca consigo me organizar quanto a isso); celular.

Às vezes: Agenda; caneta; bloquinho de post-it; "piranhas" ou fivelas de cabelo; óculos de sol; óculos de leitura, que nunca uso; revista Seleções; chicletes; garrafinha d'água; sombrinha, outro celular. Obviamente, nunca tudo isso ao mesmo tempo!

Nunca: Maquiagem; fósforo, isqueiro e cigarros (nuuuuunca entraram na minha bolsa!); comida.


Quer saber? Eu vivo bem, assim. Mas queria ser um pouquinho mais rica, pra ter o direito de ser um pouquinho mais vaidosa! Porque não adianta nada eu querer ter coleção de bolsas, sapatos e afins, se não puder comprá-los!

Nenhum comentário: