5.9.07

Ah, se eu pudesse...

E meu dinheiro desse... eu me jogava inteirinha na Bienal do Livro, que acontece no Riocentro, de 13 a 23 deste mês.

Recebi um e-mail delicado do Guto, com o link do blog oficial da Bienal. Eu sabia que ia doer ir lá. Mas fui. Como uma criança que sabe que não pode ter o brinquedo, mas insiste em correr entre os corredores da loja, pegando, cheirando, abraçando (Paul Anka ou o Ursinho Asmático, lembra, Line?)... Assim fui eu. Nem imagino o tamanho do evento, mas pela descrição... era coisa pra se levar não "várias horas", como disse o Guto, mas "vários dias".

Fiquei aqui, com água na boca, desejando nem participar, mas assistir ao "Café Literário", o "Jirau de Poesia", o "Botequim Filosófico"... e as entrevistas com os escritores, como Marcos Zusak, que me surpreendeu pela pouca idade.

Você não acham que eu mereço ir, não? Apaixonada como sou por ler... é quase um pecado não poder estar lá. Também, quem manda morar nas Terras do Sem Fim, e ainda estar além de quebrada financeiramente, enrolada na produção de uma monografia???

Acho que vou lançar uma campanha aqui... Se cada leitor deste blog colaborar com um pouco, quem sabe não dá pra comprar a passagem (tem que ser aérea, não posso perder 30h de buzu), e lá no Rio "alguém" me arruma hospedagem e companhia pra ir fuçar o dia todo na Bienal, né, Rodrigo?

Sim, mas colocando o pé no chão, que eu já estava quase chegando nas nuvens, segunda passada fui com Line dar uma passeada no xops Jequitibá, lá em Itabocas. Encontramos num dos corredores uma exposição de fotografias em tamanho 60 x 90cm. Eu arregalei logo os olhos, achando que ia me deliciar com fotos no mínimo inspiradoras, bem produzidas...

Aff, que foi uma imensa decepção! Eram fotos feitas pelos alunos de jornalismo de uma faculdade particular, em sua disciplina "Oficina de Fotografia". Gente, eu pedi o baldinho pra vomitar, viu? Pensem aí numas fotos toscas... minimamente produzidas, sem propósito, sem nem pensar em composição da imagem. Não escapou UMA. O pior de tudo foram uns big closes de menininhas tiradas a modelo... mas que esqueceram de fazer a sobrancelha antes, e nem se ligaram de dar uma ajeitadinha via photoshop antes de gastar pra imprimir daquele tamanho todo. Tinha uma foto de 4 errr... como chamarei... meninas prontas para ir pro baile funk, com alça de silicone (suja e amarelada) do sutiã aparecendo, e novamente as sobrancelhas chamando o cortador de grama pra dar um jeito.

É nessas horas que eu me desespero de vontade de fazer uma exposição das minhas fotos, mas como dizia um velho amigo, só faz dinheiro quem tem dinheiro. E dinheiro, definitivamente, brigou comigo.

Então, é isso. Deixo os sonhos e volto eu pra minha mono, lembrando sempre que tem o outro blog, de assunto exclusivo, pra quem quiser saber a quanta anda meu progresso/sofrimento.


Nenhum comentário: