2.11.07

Eu quero um sabiá! Humpf.

Pra cantar pra mim, só pra mim, assim:

"Se o mundo for desabar
sobre a sua cama
E o medo se aconchegar
sob o seu lençol
E se você, sem dormir,
tremer ao nascer do sol,
Escute a voz de quem ama.
Ela chega aí.

Você pode estar
tristíssimo no seu quarto
que eu sempre terei
meu jeito de consolar.
É só ter alma de ouvir,
e coração de escutar

E nunca me farto
do uníssono com a vida...
Eu sou, sou seu sabiá.

Não importa
onde for vou te catar
Te vou cantar te vou
te vou te vou te vou

Eu sou, sou seu sabiá
O que eu tenho eu te dou
E tenho a dar
Só tenho a voz cantar,
cantar, cantar, cantar..." Marisa Monte, Sou seu Sabiá.

Porque um sabiá que bate na sua janela e canta só quando quer, sem pensar nos momentos em que você precisa do canto dele... não vale. Precisa ser um sabiá muito inteligente. Um sabiá que perceba quando estou alegre, e quero juntar nossos cantos. E perceba que quando estou triste o canto dele pode espantar a tristeza pra longe. E, mesmo se ele não cantar, vale só ficar quietinho do lado, partilhando meu lado blue...

Pois é assim que eu quero um sabiá. Se alguém souber onde tem... me avise. E se algum estiver lendo isso aqui... vem cantar na minha varanda. ;)

Nenhum comentário: