31.3.08

A propósito...

... do post anterior.

É incrível como os afins se aproximam.

Depois de dizer que riram das loucuras do povo da minha comunidade, saía algo no gênero: "eu também faço isso..."

Será que todo mundo que lê aqui (ou pelo menos que comenta) é DDA?

Bom, gentileza da Tâmara, leitora recente, que fez o caminho inverso ao meu - nasceu em Ilhéus e mora em Salvador - tá aqui o primeiro capítulo do Mentes Inquietas, de Ana Beatriz Silva. Nele você encontra uma lista com 50 sintomas divididos em grupos: Instabilidade da atenção, Hiperatividade física ou mental, Impulsividade, Sintomas secundários e Genética. (Eu já tinha pensado em disponibilizar, mas quando pensava em digitar a listinha... desistia do meu gesto altruísta).

Segundo a autora, deve-se verificar a freqüência e a intensidade com as quais as situações ocorrem e pensar na possibilidade de caracterizar um funcionamento DDA se, pelo menos, trinta e cinco das opções forem positivas.

Bom, como boa DDA, reli a lista com a sensação de que era completamente nova. E dos 50, descartei somente 9. Me assustei com o 47: Tendência à inversão dos horários de dormir. Em geral adormece e desperta tardiamente, por isso alguns deles acabam viciando-se em algum tipo de hipnótico. (Alguém já me ouviu comentar recentemente como estou com dificuldade de dormir à noite, e como apago se conseguir deitar durante o dia???)

Então é isso. Procurar se entender, se aceitar e conviver com a situação da melhor maneira possível. Procurar um terapeuta, de preferência que conheça bem o problema - isso é relativamente difícil - pra não ter que você mesma explicar a ele o que é DDA e porque você acha que tem o distúrbio.

Falo em termos próprios, mas pode ser que você veja nos sintomas alguém próximo a você. Então, faça a gentileza a esta pessoa de alertá-la para a possibilidade. O quanto antes a gente se encontra... melhor. E ainda mais se for o filho. Os meus dois tiveram o fardo aliviado, porque a mãe deles passou a entender muita coisa e deixou de cobrar. ;)

Nenhum comentário: