15.4.08

E hoje faz 20 anos...

...que minha vida mudou completamente.

...que deixei de ser somente Anabel para ser "a mãe de Aline".



...que eu peguei um "pacotinho" de 2.280 g no colo, ainda sem saber o que fazer com aquela coisa preciosa que recebi de Deus.


...que o dia 15 de abril passou a ser uma das datas mais importantes no meu ano.

20 anos!!!

Às vezes a ficha não cai, de quanto tempo passou, de que ela está "grande", não é mais aquele pacotinho que precisava ser colocada em cima de um travesseiro ou no porta-baby pra a gente segurar com mais tranquilidade, sem medo de "quebrar".

Hoje ela continua sendo meu "fiote", mas está tão longe... e o dia 15 de abril passou também a ser lembrado como o dia (de 2006) que deixei meu bebê sozinha em Recife. No ano passado ela veio... mas hoje estou aqui curtindo só saudade.

(Fiquei de olho nas promoções, mas... Ilhéus não tem vôo direto pra Recife, e pra fazer 2 trechos, mesmo com promoção ainda ficou impraticável. Juro que se pudesse ainda pegava um avião hoje e me mandava pra lá!!!)

Ela agora é "de maior", estuda, trabalha, mora sozinha... tão diferente daquela menininha que não conseguia pegar um ônibus sem que acontecesse "algo" inusitado!

Mas muita coisa não mudou. O amor que nos liga, muito mais que um cordão umbelical, é daqueles que não me deixa compreender como acontecem esses absurdos de mães abandonarem bebês na lata do lixo, ou pais jogarem filhas pela janela.

Sei que muito vai mudar ainda. Se hoje são 1.200 Km que nos separam, ainda podem vir a ser mais... mas essa distância, apesar de sofrida, não importa. Porque estaremos sempre juntas, não importa o que aconteça ao redor.

Amo você, filha... e as palavras bonitas saíram correndo. Ficaram comigo somente o amor e a saudade. Queria te encher de beijos, apertar (tipo Felícia) e deitar na cama pra assistir GG entre risos e pernas por cima. Um dia eu consigo.

Nenhum comentário: