23.4.08

Ensaio sobre o sono

Existem várias expressões como "dormir o sono dos justos", ou "durma com os anjos", e até versículo bíblico: "porque assim dá Ele aos seus amados o sono" (Salmos 127) que mostram o sono como algo bom, digno de ser aproveitado.

Mas existem também filosofias de vida que dizem que "dormir é perder tempo" ou que "para descansar teremos a eternidade".

Fico com a primeira linha de pensamento. Eu gosto de dormir. Está na minha listinha de prazeres. Mas imagino que, exatamente por valorizá-lo assim, ele resolve, como bom amigo de Murphy, me dar umas rasteiras de vez em quando.

Já estou um tanto acostumada a perder o sono quando estou preocupada com algo, ou quando tenho um trabalho a fazer e ainda não terminei. Também não tem sido novidade acordar no meio da madrugada sem motivo e depois levar um tempo enorme até pegar no sono de novo. E nessas horas, geralmente levanto e produzo algo do que me orgulho depois.

Mas o que me chateia é não dormir por estar feliz! Bem quando as coisas estão se ajeitando, os trabalhos terminados, as obrigações cumpridas, o coração em paz... o danado do Morfeu resolve ir farrear do outro lado do planeta (com Baco, certamente) e me deixa sem colo??? Exatamente quando, sem preocupações (e num feriado!!!) poderia dormir o tanto que quisesse...

Alguém pode, por favor, avisar a ele que eu quero dormir???

Nenhum comentário: