14.6.08

Carta para minha filha que vai casar hoje

ATENÇÃO: 

Esta é uma declaração de amor ESPECÍFICA, ÚNICA E PARTICULAR.
Se você gostou, e queria dizer a mesma coisa à sua filha, por GENTILEZA (e por honestidade), NÃO USE MINHAS PALAVRAS como se fossem suas. Diga à sua filha que você encontrou na internet algo que se parece com o que você GOSTARIA de ter escrito e dizer a ela. Seja honesta consigo mesma, e com sua filha. 
Agora, se quiser, leia a carta que eu fiz para a minha.

Aline, meu amor:

Eu poderia começar esta carta dizendo um monte de coisas sentimentais, que estou feliz por você estar feliz, e bla bla bla whiskas sachet... mas na verdade, mãe nessas horas quer mesmo é dar conselho. Conselhos que ela sabe que nem sempre vão ser seguidos (já temos experiência com isso, né?) , mas é coisa de mãe, mesmo. Então... você vai ter que aguentar.

Mãe já acha que sabe tudo sobre todas as coisas, ainda mais quando ela já passou de verdade pela situação que a filha está passando. Mas não é por "achar que sei tudo" que estou escrevendo aqui, não. É porque quero deixar registrado em algum lugar pra você poder reler quando der vontade, quando der saudade ou quando achar que precisa.

Quando a gente é filho de pais separados, como é o seu caso, às vezes o pensamento de casar traz um certo medo de "repetir a história". Sei que você não tem esse medo, mas quero frisar aqui que a sua história é SUA. É única. E é você quem constrói. Olhe para trás apenas para aprender com o exemplo dos outros. Do seu pai, da sua mãe biológica, da sua mãe do coração que lhe criou... e da sua mãe emprestada, aqui. Enxergue o que cada um fez de certo, e se esforçe por fazer também. E não ignore onde cada um errou... para não cair no mesmo buraco. Isso é ser sábio. E a Bíblia diz: "a mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola a destrói com suas próprias mãos."

Depois de olhar pra trás, olhe para o seu presente. Veja o quanto você tem sido abençoada, em todas as áreas de sua vida. Veja o presente de Deus que é o seu noivo (marido dentro de algumas horas), olhe para sua casa - própria - toda montada e linda, do jeitinho que você escolheu, reconheça sua família e os amigos que estão ao seu lado, lhe apoiando e cuidando de você, enfim, sinta a mão de Deus lhe carregando no colo.

E olhe para frente. Planeje seu futuro de vitórias e de felicidade. Não descarte a possibilidade de algumas tristezas, algumas derrotas, situações das quais você não vai poder fugir. Mas saiba que elas passam. E que na contabilidade geral, o que virá de bom é muito mais do que isso.

Agora a parte prática da coisa:

Cuide direitinho das suas finanças.

Conversem sobre tudo, discutam, discordem... saiba que sempre alguém vai precisar ceder, mas não se permita se anular.

Estabeleça logo as regras do jogo: quem faz o quê nos serviços domésticos, para não se tornar um problema no futuro. Do mesmo jeito, para onde vai o dinheiro dos dois, que agora são uma família.

Valorize a fidelidade e a lealdade até no pensamento. Não seja ciumenta, mas também não seja idiota (como eu fui). Mantenha os olhos abertos e o coração também.

Valorize os pequenos gestos positivos de seu marido e verbalize isso. Já os pequenos gestos negativos, não valorize tanto... mas verbalize também. Ele precisa saber o que está fazendo que lhe agrada ou desagrada. E peça que ele aja da mesma forma.

Controle sua impulsividade. Controle seu mau humor.

Não controle os gestos carinhosos e o toque físico. O quanto puder, toque em seu marido. A proximidade física leva a mais proximidade de alma.

Vou precisar parar agora... pra ir fotografar você no salão. Tenho que terminar dizendo a frase que repito toda vez que nos encontramos: Te amo!!! E que Deus te abençoe, não somente hoje, mas em todos os seus dias!!!

Sua "mãe".

E tenho que dizer aqui, já que estou escrevendo isso no meu blog, que apesar de você se chamar Aline, não é a minha Line que está casando, não, pessoal! Todo mundo pode respirar aliviado!!!! (Peguei vocês, não foi??? kkkkkkkkkk)





Nós...

2 comentários:

lucia latorre disse...

posso usar essa carta para minha filha que vai casar?

Bel disse...

Pode sim, Lucia. Mas deixe claro que é o seu sentimento de mãe expresso nas palavras de outra pessoa (no caso, eu).
E eu sugiro que você "personalize" antes de entregar a ela, com coisas que somente vocês duas saibam!
Um beijo