30.11.08

A meliante doméstica

30-11-08 003

Sim, querido leitor, isso é exatamente o que parece. Meu computador caído no chão. Outra imagem, para fazer com que vocês entendam o tamanho do choquie que tomei, quando acordei hoje e entrei no escritório-quarto-de-Line.

30-11-08 004Mas, como? O que aconteceu? Se encontrei assim, é claro que não fui eu que derrubei. E não ouvi nenhum barulho à noite! Segui a pista: o fio da net, que improvisadamente está passando pelo lado de fora:

30-11-08 005

E que não permite trancar a porta, que ficava só "fazendo de conta" que tava fechada, e eu trancava a porta do quarto, para que no caso de algum meliante mal intencionado conseguir passar pela fera (Mel) que dorme do lado de fora (e ataca mesmo), ficar restrito ao ambiente e não entrar na casa toda.

Hummm… perguntará você, querido leitor: O que tem a ver uma coisa com a outra? E eu respondo: Há algumas noites, a própria fera conseguiu abrir a porta e dormir no escritório-quarto-de-Line. Bem, na verdade, eu pensei que eu tinha esquecido a porta aberta, não fazia idéia de que ela tinha conseguido abrir. Mas como ela abriu?, perguntará você. Eis a a resposta: Puxando o fio da maneira certa, que fez a porta (de correr) dar espaço para ela passar.

Semana passada ela foi pêga pela escraviária da Consultic mordendo o fio e esticando. Achei super estranho, pois ela não é de estragar coisas, tem seus próprios brinquedos, não precisa ficar caçando outras coisas para exercitar os dentes. Mas deixei pra lá. Só que percebi que ela estava abrindo a porta pelo fio, e essa noite coloquei um banquinho para impedir que a porta abrisse. Beleza. Só que... ela puxou, puxou e puxou (quase como o lobo mau que soprou, soprou e soprou) até que a porta não abriu, mas o PC caiu.

Agora vejam a cara da sem-vergonha que vai dormir na coleira a partir de hoje, e que a essa hora do dia ainda não deu as caras, porque sabe que fez coisa muito errada e vai apanhar assim que chegar perto.

24-11-08 016 Ah, vai apanhar com o fio. E ninguém venha me dizer que ela não entende, porque… essa aí eu sei que entende. Ela pensa que é gente, e age como tal. Então, será tratada como tal: fez coisa errada, apanha.

E só vai apanhar, não vai ser deportada e ir para o exílio porque o computador continua funcionando (pelo menos por enquanto). Se ela desse o azar de derrubar o monitor… a coisa iria ficar afro-descendente pra ela. Ah, se ia…

PS- O fio já está devidamente arrumado, passando pelo lugar certo – ô trabalho lascado, viu???

 

UPDATE – Comentários moderados temporariamente, pessoal. Não se assustem se não aparecer imediatamente.

Depois de uma participação nada interessante de alguém que não reconhece este blog como a MINHA Reuters (Ou Al Jazeera, como disse Jucemir), preferi dar um tempinho de cuidado com os comentários. Mas não se preocupem, os comentários do bem – mesmo que discordantes – serão publicados, sem problemas, como sempre foram aqui.

Mandei resposta via e-mail para a dita cuja criatura, dando o benefício da dúvida em que ela tenha colocado um e-mail válido. Entre outras coisas, eu disse:

Você realmente não deve ter noção do que é um blog, do direito do dono dele escrever o que bem entende, de expressar sua opinião. E nunca deve ter lido meus textos antes. E, vem cá, quem é você pra mandar eu "me cuidar", hein??? O que eu penso sobre educação infantil (dos MEUS filhos) ou animal (Do MEU cachorro) não é da sua conta. E não foi ironia, não, aquilo é o que eu penso, SIM. E criei meus filhos apanhando, quando necessário, pra vê-los depois de crescidos, respeitando não somente a mim, mas a todas as outras pessoas, em suas opiniões e em seu espaço - virtual inclusive.
Eu até ia responder com mais vagar, mas depois vi que não vale a pena. Acho que sua cabecinha tacanha não tem condição mesmo de entender , mas ainda assim merece uma "chamadinha" pra ver se se toca e compreende os SEUS limites.
Para terminar, quero dizer que sei que você me encontrou no reader, que é de Brasília, usa o mozilla, até a resolução do seu monitor eu sei. Se cuida você, "querida". (Isso é ironia, porque de querida, você não tem nada. Merece mesmo é o meu desprezo.)

Paradoxalmente, a tal criatura mereceu espaço no meu blog. Mas não por ela, e sim pelos outros que frequentam este espaço, e merecem uma explicação sobre a moderação de comentários.

Nenhum comentário: