22.11.08

Mostrar ou não mostrar?

De link em link fui chegando em um nicho de blogs por onde nunca tinha andado. Geralmente o que me atrai num blog é um comentário que o blogueiro fez em algum texto que li… ou em outras vezes o próprio título do blog. Mas geralmente não saio procurando coisas novas, não, especialmente nesse tempo de vida corrida.

Mas hoje, a partir de uma visita aqui, cheguei no "mundo erótico dos blogs". E digo a vocês, nunca pensei que tivesse tanta gente (homens e mulheres) que precisasse escrever sobre sexo e erotismo – e anonimamente.

Há muito tempo ouvi uma frase que fui comprovando ser verdade: "quem faz não fala; quem fala não faz". Contar a própria história (como sendo real), com toooodos os detalhes: dia, local, horário da traição ao marido, detalhes sobre casos no emprego, fotografar a si própria nessas situações e postar num blog… anônimo, "com medo do marido ver"??? Ah, me economize!

Uma coisa é escrever literatura erótica. Contos, poemas.. é gostoso de ler. Mas a blogosfera é, para mim, um espaço de troca, de conhecimento. Conhecimento da pessoa. E como vou me sentir à vontade lendo alguém que escreve coisas tão íntimas, mas se assina com uma inicial apenas, ou um pseudônimo "sugestivo", sem qualquer indicação de quem seja de verdade? Taí, descobri que sou preconceituosa. Eu me mostro, deixo ler, e pra mim não vale algo que é meio-verdade ou meio-mostrado.

Da mesma forma os pseudo-blogs-jornalísticos, que fazem críticas a partidos políticos ou à administração pública e não assinam as matérias ou não permitem comentários. Quer saber? Isso pra mim não vale NADA. Matéria não assinada é igual a lixo. Exala mau cheiro, perturba e até destrói. Quer falar? Fale! A internet é o espaço mais democrático que existe. As plataformas de hospedagem de blogs são gratuitas, livres, você faz o que quiser. Mas por que não assumir? De anonimato, tô fora!

Nenhum comentário: