5.11.08

Um pouco de tudo

Obama venceu as eleições dos EUA, e isso é assunto para TODA a mídia mundial, inclusive a blogosfera [meu reader que o diga]. Então não precisa que eu diga mais nada sobre o assunto. Limito-me a desejar que Obama seja uma BARAK (bênção) não só para o país dele, mas para todo o mundo, direta e indiretamente.

Mas o que me traz aqui hoje é o que aconteceu com o post de ontem. A Patrícia Daltro me alertou, nos comentários, que o texto “Criando um monstro” era de fato da Karina Cabral, do blog Mafalda Crescida. Como assim, Bial??? O e-mail que recebi tinha todos os créditos, a tal autora, que trabalhava em tal lugar, e era recomendado pelo tal professor... e tudo isso era inventado, simplesmente roubando a propriedade cultural de alguém.

Ah, falta de honestidade explícita assim é demais para minha saúde tão frágil. Depois de corrigir todos os créditos no post e comentar no blog com o texto original, me senti no dever de escrever um pouco mais sobre isso. Só que a coisa para mim é tão óbvia, que quando penso em escrever, parece que é só bla bla bla, e acho que tudo já foi dito, basta só continuar agindo direito que é suficiente.

Enfim, por conta do teor dos comentários de ontem, entendi que precisava respondê-los individualmente. Sabe que gostei de voltar à antiga rotina??? Não vou prometer, mas quem sabe os comentários não voltem a ser respondidos na caixinha do Mr. Haloscan? Quem viver, verá.

Ah, por falar em "quem viver, verá", um pequeno aparte sobre a dieta. Na verdade, acho que sem planejar, terminei me reeducando alimentarmente. Depois da primeira semana (3,5Kg off) continuo tomando sopa uma vez ao dia, comendo mais frutas e legumes e pão só de vez em quando (não dá pra resistir ao pão fresquinho à noite na casa de Namorado). Coca? Nem sei mais o que é isso! Um golinho do copo dos meus amores e só. Tudo bem, saí completamente da linha no domingo à noite (churrasquinho na praça) e ontem no lançamento da revista Entre Aspas (coca e 4 salgadinhos – deliciosos).

Agora deixa eu correr, que tem muuuita coisa pra ser feita.

Nenhum comentário: