28.12.08

Um pouco de tudo

Foi assim meu 2008. Teve de tudo um pouco.


O ano começou com minha formatura, num estado de stress absurdo e com muitas dúvidas sobre o futuro, o mercado de trabalho e a vida, enfim. No finalzinho de janeiro comecei o Projeto 365 dias, um auto-retrato por dia durante um ano. Duvidei que fosse conseguir, mas estou quase chegando lá, e com alguns furos pelo meio, mas com muita honestidade de assumir os dias em que não me fotografei. Em compensação, teve dias de ter um ensaio completo!


Em fevereiro, logo depois do carnaval emplaquei trabalho novo, salário pequeno, mas na minha área. Fiquei feliz, me joguei de cabeça, e aprendi muito. [Aprendi, inclusive, que rádio não é um bom lugar se você quer sobreviver da comunicação!] Fiz boas amizades, e por conta desse trabalho ganhei uma visibilidade na cidade que não sei até que ponto foi positiva. Meu blog passou a ser visto/lido por muita gente da terra e tive que ficar me policiando sensivelmente.

Março me levou um amigo e me trouxe os primeiros sinais de um amor que se realizou em abril. A partir daí, tudo de ruim que aconteceu foi minimizado pela felicidade. E esse ano, posso garantir: Nem pensei em inferno astral!

Maio foi "O" mês. Além do aniversário - inusitado, porém perfeito - teve a viagem ao Rio, com direito a aventuras de um celular perdido, show maravilhoso da Mônica (Sol na Boca) e procura pela casa de Chico, numa tarde deliciosa no Leblon. E, e claro, a apresentação de trabalho no Encontro Nacional de História da Mídia, que foi o motivo da viagem. Pra não dizer que foi só alegria, teve a seleção de mestrado perdida, mas tudo bem. Não era a hora, ainda. ;)


Junho foi o mês do horror, que se pudesse eu apagaria da memória. Mas claro que teve coisa boa, um dia dos namorados com post particular, teve a chegada do Baby D e teve música no coração.

Continuando o clima de inverno, julho me deixou doente e mau-humorada. Nem a vinda da filhota me botou pra cima. Mas foi em julho que descobri o blog do Rafa e brinquei com ele em público. O começo de uma amizade gostosa!

Agosto, mês de desgosto... é, poderia ser mesmo. Perdi minha câmera no teatro mas ganhei a Nikon D40. E junto com ela um pedido de casamento via blog. Desgosto passou longe! Teve a morte do aeroporto Jorge Amado e o nascimento da Consultic e do Samuel.

Setembro começou com Uma linda viagem à capital para assistir o antológico João Gilberto no TCA, me trouxe a experiência de ver de perto (e fotografar) os meninos do volley e terminou com a novidade do blog da Consultic.

Em outubro voltei a Salvador [a trabalho] e comecei a desesperadora dieta da sopa. A propósito, de lá pra cá já se foram 5 abençoados quilinhos.

Novembro foi um mês de chuva intensa e de presentes que chegaram para ensolarar o dia. Dias cheios de saudade do Namorado que viajou pro sul a trabalho [isso deveria ser proibido...].

E, finalmente, dezembro. Num mês onde geralmente se espera as férias, eu recebi um trabalho novo. Brinquei de amigo secreto duas vezes [a segunda nem merece ser mencionada! Humpf.] e encampei uma votação que terminei perdendo (sim, eu perdi para a tal Gigi , mas a Patrícia Noel vai dar minha máscara de dormir!!!).

O Natal é um evento à parte, que merece um post só para ele, e como este aqui está sendo escrito antes de contar as delícias da Ilha de Caras, nem dá pra colocar link agora.

E foi assim meu 2008. Não tenho direito de reclamar de nada. Mas eu confesso: Ainda desejo que 2009 seja melhor. Sempre dá pra melhorar, não é mesmo???


Nenhum comentário: