10.7.09

Memento mori

Numa tradução livre, do latim, “lembre-se que você é mortal”.

Já faz tempo que não vejo algo tão tocante. [Será que é porque estou especialmente sensível e carente (leia-se TPM)?]

Vou copiar o texto do André Montejorge, mas vocês podem ver as fotos lá no Bem Legaus, que eu tô sem tempo de copiar e trazer pra cá.

 

Matilda Wigg Erixon desenvolveu um projeto conceitual que é literalmente para a vida toda! A idéia da "My Life Urn" é que ela seja um "memento mori" dado como presente já no dia do seu nascimento. Para quem não sabe, esta frase em latim pode ser traduzida como "Lembre-se que você é mortal".

Uma semente colocada junto de um pedacinho da placenta do recém-nascido é armazenada em um papel biodegradável chamado Bokashi e colocada no recipiente que faz parte do conjunto. Ao plantar a semente, ela começará a crescer e a urna passará a servir como um vaso.

Com o passar dos anos você e sua árvore crescerão juntos e será preciso cuidar muito bem dela. Podar, regar, limpar, nutrir, etc, fazem parte do "ritual", afinal, trata-se da "sua vida".

Um álbum também vem junto para que você anote e guarde um pouco dos momentos vividos.

E se acidentes acontecerem, não tem problema, pois a borracha entremeada nas camadas de cerâmica que envolvem a urna, deixarão marcas, mas ela não quebrará. São as como as cicatrizes e arranhões que a vida nos dá.

Como um verdadeiro "memento mori", a "My Life Urn" irá acompanhá-lo até o dia da sua partida. A urna então deverá ser enterrada com suas lembranças e assim a árvore continuará a crescer, sendo um símbolo e uma homenagem à toda sua vida. "Humanamente legaus"!”

 

A árvore lembrando da vida e, consequentemente, da morte, foi uma imagem bem apropriada, e todo o caminho do projeto foi bem pensado. Gostei demais da idéia, e juro que se fosse a tempo de  fazer com meus filhos, eu fazia.[E se tivesse dinheiro para isso, que imagino, não seja pouco…] É meio nojento isso de colocar um pedaço da placenta, mas tem seu valor significativo, é uma parte de você mesmo que contribuiria para a origem da vida da plantinha.

Vou dar a idéia para a Lu Brasil que está só esperando a hora do Angelo chegar…

Nenhum comentário: