22.8.09

“Valeu o tempo de esperar, mas já passou!”

“Valeu demais as noites mal dormidas,

ansiando a paz perdida e pretendida

que eu já nem sabia mais onde é que fora se esconder.

Valeu o tempo de esperar o Teu querer!

Valeu demais os dias mal passados,

Caminhando atrás de planos mal traçados

Que eu só posso agradecer a Tua mão que me livrou.

Valeu o tempo de esperar, mas já passou!

 

Pois eu estou bem certo:

Breve tempo de aflição

não pode comparar-se à nossa eterna salvação!

E os dias de tristeza servem mais pra destacar

A imensa glória e honra com que Deus vai nos brindar!

Valeu demais,

valeu o tempo e o contratempo que essa história traz

E cada vão momento fica cheio de esperança

E a certeza da presença do Senhor

Em cada passo por onde eu for!”

João Alexandre

 

É só isso que consigo pensar: “Valeu o tempo de esperar, mas já passou!” Agora é o tempo de celebrar, de cantar, de viver o presente. Não é aquilo de buscar o prazer do momento a qualquer custo. Um trecho do livro “A Cabana” pode explicar um pouco do que sinto:

“- Quero lhe fazer uma pergunta: você acha que os humanos foram criados para viver no presente, no passado ou no futuro?
- Bom - disse Mack, hesitando. - Acho que a resposta mais óbvia é que fomos criados para viver no presente. Estou errado?
Jesus deu um risinho.
- Relaxe, Mack, isso não é um teste, é uma conversa. Você está cor retíssimo, por sinal. Mas agora me diga onde você passa a maior parte do tempo em sua imaginação: no presente, no passado ou no futuro?
Mack pensou um momento antes de responder.
- Acho que eu passo muito pouco tempo no presente. Passo grande parte dele no passado, mas na maior parte do tempo estou tentando adivinhar o futuro.
- Você não é diferente da maioria das pessoas. Quando estou com vocês, vivo no presente. Não no passado, se bem que muita coisa pode ser lembrada e aprendida ao se olhar para trás, mas somente para uma visita, não para uma estada demorada. E certamente não vivo no futuro que você visualiza ou imagina. Mack, você percebe que sua imaginação do futuro, que é quase sempre ditada por algum tipo de medo, raramente me coloca lá com você, se é que me coloca?
De novo Mack parou e pensou. Era verdade. Ele passava um bocado de tempo se aborrecendo e se preocupando com o futuro, e em sua imaginação o futuro geralmente era muito sombrio, deprimente e mesmo horrível. E Jesus também estava correto ao dizer que, do modo como Mack imaginava o futuro, Deus estava sempre ausente.
- Por que faço isso? - perguntou Mack.
É sua tentativa desesperada de conseguir algum controle sobre algo que você não pode controlar. É impossível ter poder sobre o futuro, porque ele não é real, e jamais será. Você tenta brincar de Deus imaginando que o mal que teme pode se tornar realidade e depois tenta fazer planos para evitar aquilo que teme.”

Então é assim: Não posso controlar o futuro. Só posso aprender com o passado. E só posso viver o presente. Prometo que nessa nova fase vou me esforçar pra encarar a vida com foco no presente! Afinal de contas é um presente!

 

Casa nova 019

Nenhum comentário: