11.11.09

Universo ao meu redor

A trilha é essa:

Tarde, já de manhã cedinho
Quando a névoa toma conta da cidade
Quem pega no violão
Sou eu, sou eu
Pra cantar a novidade
Quantas lágrimas de orvalho na roseira
Todo mundo tem um canto de tristeza
Graças a Deus, um passarinho
Vem me acompanhar
Cantando bem baixinho
E eu já não me sinto só
Tão só, tão só
Com o universo ao meu redor

Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown

E era a trilha pouco antes de Dinah  me ligar pedindo socorro técnico para uma postagem nova. E não é que a postagem era endereçada pra mim??? Não explicitamente, mas era tudo que eu precisava ouvir, pra não me sentir tão só, tão só, com o universo ao meu redor.

E transcrevo aqui um pedaço:

“Se, em algum momento, a tua vida te parece um caos...Calma! É que, apenas, estás vivo!

No fervilhar dos acontecimentos há um algo maior em gestação..."Nada se assemelha tanto a uma destruição quanto uma construção." já dizia o poeta e filósofo Michael Quoist.

Nenhuma grande conquista se faz sem dispensar um, também grande, esforço.

É preciso paciência... Viver é muito perigoso ( J.G. Rosa)

Uma lição que venho aprendendo :

Em tempo de espera
Se bates à porta
da pergunta sem resposta...
Se buscas o como?
o por quê?
o quando?
o onde?
o para quê?
e não encontras
o que esperas conhecer...Calma!
Não invadas o desesperar.
Espera!
Estás vivendo
um momento precioso em que
a inteligência
a mente
a alma
ou o sentimento
se debruça sobre a fonte do saber
e, com cuidado, deseja
saciar a própria sede.”

Só não se perca ao entrar no meu infinito particular…

Nenhum comentário: