30.12.09

Ano novo - "Tudo novo de novo"?

 

É isso... parece que é novo, mas é tudo igual. Lágrimas e sorrisos, coisas boas e coisas ruins, erros e acertos.  E 1º de janeiro é só um dia, um dia depois do outro, como todos os dias. Com possibilidades de ser bom ou ruim, às vezes de ser bom E ruim ao mesmo tempo, dependendo do ângulo em que se olha, dependendo do sentimento que se tem, dependendo do que se esperou e do que se conseguiu.

Não terminei minha retrospectiva [ainda], e acho que mesmo depois do ano começado, ainda vou me forçar a fazê-la, que eu não sou mulher de deixar nada pela metade. (Eu disse isso?) Depois de me fotografar durante 365 dias [366, na verdade, o ano foi bissexto], em 2009 eu pouco ME fotografei. Isso me fez falta.

2009 foi estranho pra mim, e o final dele está sendo mais estranho ainda. Sem ares de mudança, sem expectativas, sem grandes esperanças… acho que estou meio cética ou talvez só desanimada ao constatar que mais um ano se passou e parece que eu nem vi.

Aquilo de dizer "foi tão rápido" e ao mesmo tempo "se arrastou"… aconteceu TANTA coisa este ano, e eu me sinto vazia, por que? E será que eu quero saber essa resposta? Não sei. Vontade de apagar todas as interrogações e reticências, colocar somente pontos finais.

Vontade de sair daqui, de dar um tempo na vida-de-todo-dia, de ver outros lugares, outras pessoas, lugares e pessoas que não me lembrem coisas como mestrado, dinheiro [ou falta dele], saúde [ou falta dela] ou planejamentos para o futuro. Será que estou sendo simplista ou  egoísta nesse desejo? Ah, sei lá… Por que tenho que pensar tanto e querer responder todas as questões?

Melhor deixar pra lá e focar em outras coisas mais relevantes, como por exemplo, a lasanha que vou fazer para o almoço de despedida dela. (Ahá! É porque ela vai embora hoje que eu estou assim! Mas como é que não percebi isso antes???)

Nenhum comentário: