25.12.09

Escapando do Natal

Nos anos anteriores eu escrevi posts sobre o natal, variando entre abstrações religiosas e revoltas existenciais. Este ano quase consigo passar incólume pelo período natalino, com a Retrospectiva em capítulos planejada – e realizada em parte. [Não, não vou parar com ela, mesmo estando bem visível que meus leitores (cof cof) não se interessaram muito.Ela vale muito para mim.]

Ontem até escrevi um post que começava assim: "E, contrariando o espírito natalino que se abate desce sobre os blogueiros nesta noite feliz no dia de hoje, vai um post-cabeça, falando sobre …" Mas com a correria do dia, não consegui terminar, ele será editado e postado oportunamente.

E eu, vou, retardatariamente, escrever sobre a Noite Feliz, que, dessa fez não teve absolutamente nada de natalina.

Não tivemos decoração especial, ceia nem presentes aqui em casa. Mas isso não nos trouxe tristeza ou frustração. Pelo menos, não a mim. Já houve tempo em que eu procurava manter a tradição – criada por mim mesma – de arrumar uma árvore gigantesca, fazer tudo nos conformes. Mas esse tempo passou, o natal foi ficando com cara de quase-nada, até que este ano ele foi NADA mesmo. [Os motivos da transformação eu contei por alto (Leia, eu estava inspirada naquele dia!), mas passaram. Só que o natal continua a ser uma data com cara de esquecimento.]

Mas como eu ia dizendo, não foi motivo de tristeza. A manhã foi de bobeira em casa mesmo, e fomos almoçar na praia, moqueca de peixe e de catado – deliciosas, com direito a briga pela batatinha frita que foi o aperitivo, caranguejo só pra mim (puãs ficaram com Marido) e céu e mar estupidamente azuis.

Fotos Dezembro 2009-1

Clica que aumenta!

À noite, como muita gente já sabia, fui trabalhar, fotografando um casamento em Itabuna. Os filhotes me acompanharam, enquanto Marido foi dar um xêro e passar um pedaço da noite de natal com as netas. Uma das coisas muito boas do casamento foi que em nenhum momento teve cara de natal. Era tudo azul e branco, nada de verde-vermelho-dourado. Outra foi um cinegrafista que além de não me atrapalhar, me ajudou com a luz. As fotos ficaram lindas, revelando bem a emoção do casal, que já convivia há 20 anos e tinha 5 filhos  [Fotos no notebook, e eu no desktop :p ]

Enfim, à meia-noite de ontem estávamos em casa, bem alimentados e tranquilos. Não cheguei nem perto de um Amigo Secreto, não ganhei nem dei presentes, e foi muito bom!

Há quem diga que estou falando cedo demais, pois vamos almoçar com meus pais hoje, e quem sabe ainda aconteça algo não planejado que me faça morder a língua por dizer que escapei do natal de 2009!

Anyway…  Que seja um dia feliz pra todos, independente de ser Natal ou não, de ser uma data que se adore ou odeie, ou de qualquer outra variante.

******

PS- O único ar de natal aqui foram os biscoitinhos que assamos na quarta-feira. Receitinha alemã da Geórgia, que rendeu boas risadas na hora da execução. Duas DDAs na cozinha é realmente algo inimaginável. [Quem sabe um dia eu ainda registre detalhes dessa tarde????]

Nenhum comentário: