16.6.10

Once, again

Errrr… já tenho vergonha, ou melhor, parece que eu não tenho vergonha na cara… Mas eu vim dizer que eu vô num vim.

O prazo para meu exame de qualificação no mestrado está mais do que apertado, tenho menos de 15 dias pra escrever o primeiro capítulo da dissertação, então… ou desconecto da minha vida virtual ou não consigo. O paradoxo é que vou falar sobre imagens da internet… hahahaha

E ainda tem duas atividades da pós (em Artes Visuais) com o mesmo prazo. Mas tudo bem, quem mandou ser doida e se meter em dois cursos ao mesmo tempo?

Então, galera, não me esperem, nem me pressionem (acho lindo quando alguém reclama que não tem post), mas preciso desse tempo. Afinal de contas, tenho uma bolsa pra estudar, né?

Bom final de copa pra vocês, eu vou me recolher. (Pelo menos até o próximo jogo do Brasil, que acompanhei ontem via twitter, e não sei como foi que vivi sem isso tantas copas na minha vida!)

Seilácomo encontrei esse texto, do Nelson Moraes (do Ao mirante, Nelson) sobre ex-blogueiros. Eu não me considero exblogueira, mas acho que se aplica aos meus pedidos de “dois-altos” nas postagens, ou melhor, nos não-posts.

Dos ex-blogueiros

Ex-blogueiro é lenda urbana, assim como o pesquisador do IBOPE e o leitor de O Imbecil Coletivo. Me aponte um ex-blogueiro e eu te direi que é falta de polidez apontar o dedo para uma entidade tão, sei lá, mítica. As crianças de hoje já estão se acostumando a encarar, como rito de passagem, a efetiva inexistência de três instituições, pela ordem: Papai Noel, o ex-blogueiro e o Estado provedor.

Uma vez espalharam por aí que haveria, perdido no obscuro emaranhado das infovias, um jacaré albino. Webmasters escarafuncharam e deram de cara com – oquei, oquei, já está perdendo a graça – um ex-blogueiro. Ex-blogueiro é igual ex-veado ou ex-político: ele divulga que vai largar a coisa, ops, e recebe de todos os lados um calorosíssimo “arrã”.

Ex-blogueiro só presta mesmo para servir de ideal atingível quando se publica um post sobre os estilismos onomatopaicos do texto de Joyce e se obtém de comentário “kkkkkk, e ela soh fala da Gisele Bündchen no site dela. Ah, o q eh onomatopaicos?”

O hiato entre um ex-blog e um blog novo é o mesmo tempo que o Al Pacino leva para dizer “Just when I thought I was out, they puuuull me back in!!!”

Ex-blogueiro e mãe só mudam de endereço. Ele anuncia que vai fechar o blog já pensando no primeiro post do endereço novo que abrirá daqui a três, quatro semanas: “É, com essa história da compra dos caças franceses não deu mesmo pra eu ficar quieto”.

Em verdade, em verdade vos diria que ex-blogueiro legítimo é só mesmo blogueiro morto, mas tem quem creia em metempsicose – e aí a porta USB é mais embaixo.

Então, minha gente, vocês já sabem: Se eu voltar por aqui mesmo antes da qualificação do mestrado, EU SOU NORMAAAAAAAAAALLLLLL!!!

Nenhum comentário: