31.7.10

Um mês especial – Dia 31

O meme só tem 30 dias, mas como o mês tem 31, vou seguir a Tâmara duas vezes, primeiro postando outro “O que você quiser”, e copiando o “o que você quiser” dela, de ontem, que foi…

Quando eu morrer…

[Tá copiando igualzinho na estrutura, mas modificado no que é pra ser diferente]

Não, eu não penso em me matar, mas um dia irei morrer, como todo mundo, não é? E eu não sei quando vai ser, nem ninguém, graças a Deus, seria um horror saber o dia exato da morte, minha ou de qualquer pessoa. Sai!

Não penso em escrever um post fúnebre, mas informativo,   e aproveito pra fazer um testamento no final.

Então:

Se eu tiver morte cerebral doem meus órgãos, tudo, até a pele! O que eu tinha que não prestava, já saiu, então, pulmão, coração, fígado, rim, olhos, tudo meu é bom, podem doar, na boa!

Eu devo ser enterrada no jazigo da família de minha mãe, se tiver espaço. Mas se não tiver, no jazigo da família de Marido deve ter.

Não mandem coroas de flores, acho aquilo horrível, de péssimo mal gosto! Nem levem aquelas flores horrorosas de defunto, se for para levar flores, que sejam rosas, tá? Mas prefiro mesmo que peguem o dinheiro das rosas e juntem pra dar pra alguém que esteja precisando, podem ser meus filhos, até.

Não usem preto, adoro preto, sempre usei preto, mas acho muito tosco o povo todo de preto num velório/enterro! Fora que eu vou estar muito feliz, então quero um velório animado, com muita música, e quem quiser chorar, pode chorar, mas de felicidade por ter me conhecido ou de saudade por ter me perdido. Mas não de desespero, tá combinado?

Quando falei que quero um velório animado e com muita música, entendam: Um CD tocando O TEMPO TODO, com as músicas que eu gosto, e se tiver alguém pra tocar ao vivo, eu aceito. Se for na Igreja, não rola botar Chico pra cantar, mas se for num lugar neutro, pode soltar a coletânea toda, que tá bom! E o culto de gratidão eu quero com música animada, nada daquelas coisas tristes e chorosas.

Nem desejem “Meus Pêsames!”, acho tão impessoal… fala que sente muito e tal, mas “meus pêsames” é de doer! Melhor não falar nada do que falar isso. Dá um abraço em quem ficar, e pronto.

Doem minhas roupas e queimem minhas calcinhas!

Por favor, não coloquem “LUTO” no Orkut/Facebook/Msn ou similares que existirem na época! Ah, e apaguem meu Orkut/Facebook/Twitter/whatever, mas nunca meus blogs, que é onde ficarei eternizada. (oh, Drama Queen!)

Agora o testamento:

Minha(s) Câmeras fotográficas e demais equipamentos (que eu espero ter um estúdio completo) devem ser doados a um Clube de Fotografia ou algo que o valha, pra que pessoas que amem fotografar e não tenham condições de ter equipamento possam fazer isso.

Meu Piano, fica pra Line, que sempre teve mais prazer com ele do que eu.

Meus livros, doados pra bibliotecas públicas ou se alguém tiver uma biblioteca particular mas acessível ao público, pode ficar.

Não tenho jóias, mas se tiver até lá, deixa pros filhos dividirem entre si, e terem a oportunidade de dar pros meus futuros netos, dizendo: “foi de sua avó” (oow, sweet!)

Minha coleção de Lápis do Mundo Todo fica pra Abelzinho, se ele quiser. Se não quiser, ache alguma criança que queira.

Agora o resto, sério, tipo casa, carro e afins, fica pra quem de direito mesmo!

Um comentário:

Gaby Almeida disse...

Nossa, sério que adorei esse post, gostei muito da ideia e acho q um dia que eu tiver pensando sobre minha morte (coisa normal pra mim) eu vou copiá-lo fazendo algumas mudanças claro. Espero que as pessoas que te cercam atendam os seus desejos.