16.11.10

Post em bolinhas

Já que não consigo parar pra escrever um post decente, vai um no estilo bolinhas, [ou estrelinhas, não estão saindo bolinhas!] pra não deixar isso aqui largado às moscas ou com teias de aranhas pelos cantos.

  • Comemorando hoje DEZ dias sem enxaqueca. Será o cuidado com a alimentação? Bom, tenho tomado cuidado no geral, mas também tenho feito extravagâncias... mas acho que são os níveis de serotonina e adrenalina no cérebro que estão fazendo o milagre.
  • A exposição foi um sucesso. Não tanto de público, mas de crítica.  Só pra vocês terem idéia (com acento, humpf.): As fotos vão ser parte de um livro do prof. Roberto Benjamin, pesquisador de gastronomia regional; escrevi um texto a pedido de Maria Luiza Heine, para sair na capa do Caderno Cultura do Diário de Ilhéus; vou tentar expor aqui na cidade para os feirantes poderem ir ver. Auto-estima nas nuvens, dá pra sentir?
  • A apresentação do artigo na SECOM foi ótima, muita interação do público e várias pessoas dizendo que vão começar o projeto 365 Dias.
  • Comprei um HD externo de 500 Gb pra liberar espaço no meu note, e me deu um alívio danado saber que não preciso apagar nenhuma das zilhões de fotos que eu fico esperando que gerem alguma coisa no futuro. É, porque além do HD do note, já tem um outro de 250 Gb cheião.
  • Assisti sábado, com Marido, Tropa de Elite 2, que merece post próprio, aguarde e confie.
  • Saí pra comer torta e papear com Tâmara na semana passada (3h de papo, ô mulheres que conversam, Jesus!) e ganhei QUATRO lápis pra minha coleção, dois da Argentina e dois do Uruguai! Claro que fotografei, mas não encontrei a câmera pra descarregar as fotos... fico devendo!
  • Fotografamos a 4a. etapa do Campeonato Baiano de Triatlon, digo fotografamos, porque foi uma atividade meio que improvisada, do Clube de Foto. Estavam por lá: Nazal, Mary Melgaço e Clodoaldo - trabalhando, Alfredo, Pedro, Marcelo, Marido e eu - se divertindo. As fotos vão pra galeria do grupo no Flickr.
  • Comida japonesa no Boteco Sushi com Ariana, domingo à noite depois do culto,  com muito papo, compartilhando sonhos e torcendo pra eles virarem realidade o mais rápido possível. Não tiramos foto porque a câmera dela ficou sem bateria, eu estava sem a minha e nos celulares ficou horrível. Ah, VI um iPhone ao vivo pela primeira vez. E desejei. Quem quiser realizar meu desejo, fique à vontade.
  • O trabalho pro lançamento do CD da Clave de Sol 40 anos - "Cantar por um planeta mais feliz" vai de vento em popa. Parceria com minha designer favorita, está sendo aprovado pelas clientes - exigentíssimas - e eu fico super feliz com isso! Em breve o convite pro lançamento do CD vai estar aqui também.

Bom, por agora é só. Quem sabe hoje ainda sai um post dos planejados [e desejados]?

    4 comentários:

    Carla Ceres disse...

    Boa ideia, expor para os feirantes verem! Eu queria mesmo saber como você conseguiu tirar as fotos, em especial as dos peixes, sem os feirantes reclamarem. Se eles puderem ver o resultado, vão sentir que fazem parte do show e têm o trabalho valorizado.
    Qualquer hora, escreva algo sobre a edição das fotos, sobre o processo pelo qual passam até se tornarem trabalhos dignos de exposição.
    Parabéns pelas conquistas! Beijos!

    Tucha disse...

    Haja bolinha !!! Acontecimentos bons na vida da gente nos deixam em alfa e adeus enxaqueca. Parabens!!

    Jady disse...

    Tu falou em comida japonesa... Pense numa comida que eu como sem satisfação nenhuma!! Comidinha sem personalidade... Eu só como quando estou "em turma" e o pessoal decide ir, então, entro na onda. Mas euzinha, de vontade própria, ir prum japonês, nem em sonho!!! Se vc pegar pão e molhar no shoyo sai mais barato ;-) Ô comidinha ruim e cara!!!

    Semana passada fui pra um festival de Temaki que, inclusive, tem mais futuro. R$ 6,00 a unidade e com dois já fico satisfeita ;-)

    Xêro

    Patricia Daltro disse...

    Quantas bolinhas boas! rs Que show essa da exposição fazer parte de um livro e minha amiga chique escrevendo texto pra jornal!
    É uma delícia quando a vida parece colaborar com a gente, não é?! Beijos querida e quero muito mais dessa bolinhas felizes por aqui!