3.11.10

Toda errada, mas por uma boa causa.

"Aos pares vêm as asas, vêm as amizades, vêm os amores. Dois. Ainda é o melhor jeito de dançar uma canção e você ainda é a pessoa que eu elejo para me livrar da imparidade."

Assim começa um texto de Gabi Castro, que li nos ítens compartilhados da Intense. E quase que eu mandava via e-mail pra Marido, mas  não era o texto inteiro que cabia. Aí, eu, toda cheia de coisas pra fazer, na biblioteca da universidade (aproveitando a conexão bala), paro o que estou fazendo pra escrever (mais) um post  meloso pro homem da minha vida.


Se estou nessa roda-vida (que leva TUDO pra lá) é por conta dele. Meu equipamento fotográfico (e filmográfico agora), a seleção do mestrado, o pique pra me enfiar em cada trabalho que aparece... tudo veio dele. Meu parceiro nessa dança atrapalhada que é a vida, levando uns pisões nos pés, já que eu não sei dançar... me conduz com tanta firmeza e certeza, que consegue despertar o melhor em mim.


Bagunçou meu coração, a culpa é sua se não tem mais jeito de arrumar sozinha, você sabe da minha dificuldade com arrumações. Agora precisa ficar do meu lado para sempre, senão os pratos vão se amontoar em cima da pia, as luzes ficarão acesas pela casa inteira, e as contas (pagas ou a pagar) rolando pela casa.


Será que você desconfia o quanto é importante pra mim? O quanto é necessário ouvir a resposta para "você sabe que eu te amo?" E, como hoje, ouvir a pergunta: "você me ama?" Eu não preciso de (mais) provas, robustas ou não. Preciso é, como boa aluna de roteiro, terminar esse texto usando o paradigma de Syd Field, voltando ao texto da Gabi Castro:


"Mas, se você me rodopiar de novo, tirar meus pés do chão por um momento que dure toda a vida, eu te juro, meu bem, que serei seu par apenas e de mais ninguém".


 

3 comentários:

Michele disse...

Que linda declaração, Bel! Ah, eu adoro ler (e também escrever) esses posts que transbordam amor! Ter uma pessoa assim ao nosso lado, que está conosco a cada momento, nos incentiva, apóia, ensina, compartilha, torna a nossa vida mais fácil e prazeirosa de ser vivida! :)


Acredito sim que a Princesa está no céu dos cachorrinhos! É bom pensar que ela continua gordinha e feliz por lá, comendo seus Biscroks!

Um beijo!

Tucha disse...

Tudo certo, menina. O que a gente leva da vida é o amor e o carinho das pessoas, então cative o seu parceiro e se declare sempre. Beijos pra vcs.

Carla Ceres disse...

Que texto especial! Deixa a gente com um sorriso de leitor encantado. Felicidades pra vocês, dupla linda!