9.12.10

A saga da qualificação

Contextualizando: Eu faço Mestrado em Cultura e Turismo na UESC (nem adianta esconder certos dados, estão soltos na net mesmo...) e hoje foi a minha banca de qualificação. A Qualificação é um rito de passagem onde o mestrando apresenta um capítulo da dissertação e mais a estrutura do trabalho todo à  banca, que depois de arguir/discutir/malhar decide se a pobre criatura está apta a continuar o trabalho já começado há cerca de um ano e meio.

É cruel. Não vou negar. Mas ninguém me disse que seria fácil. E eu, estressada que sou, preocupada com meu Distúrbio de Déficit de Atenção que me provoca uns "brancos" de vez em sempre... estava com a tensão pra lá de Bagdá.  Ainda mais que Marido precisou viajar a trabalho, e eu fiquei sem a companhia certa para a celebração ou o ombro certo para o choro, se fosse necessário. Chorei minhas pitangas aqui, no twitter e no telefone com quem podia, e agora depois do caso passado, venho dar o resultado!

Depois de acontecer tudo que podia, incluindo atraso de uma das profas da banca, faltar energia e eu começar a apresentar só com o notebook (a energia voltou no meio da apresentação) e eu estar preparada para apresentar em 50 minutos (informação do meu orientador) e saber na hora que era em 30...

Qualificação 09-12-2010 002

(Clica, que aumenta)

QUALIFICADA!

Não tem nota, somente o conceito de qualificação ou não, e no meu caso, foi qualificada, com a condição de aceitar as sugestões da banca, que foram todas pertinentes, nenhum sofrimento extra com elas.

Elogios iniciais e depois as rebombadas, é sempre assim. Eu já deveria estar acostumada, mas não estou. Já deveria saber que daria tudo certo no final, mas enfrentei uma diarréia nervosa desde ontem. Já deveria saber que depois que passa tudo eu desmonto... mas estou aqui, ainda na sala onde aconteceu o "evento", sem pernas pra levantar e ir embora. Com um "oco" na barriga mas sem fome, sabem como é?

E olha que tomei o Bivolt antes de sair de casa, tomei café direitinho... mas foram quase TRÊS HORAS de panela de pressão (e eu era o feijão, cozinhei demais, fiquei mole!). Pra não perder a oportunidade, já que estou com o notebook e uma conexão de respeito, por que não blogar, né?

Uma das colocações da banca foi sobre o meu estilo de escrita. "Muito literário e poético, deve ser mais 'acadêmico"!" Ai meu Jesus Cristinho! Outra: "Renúncia é a palavra de ordem na Academia. Esquece Marido, filho, pai, mãe, outros trabalhos de fotografia... e mergulha na pesquisa." Aham, Cláudia, senta lá. [Mal liguei o celular tinha uma cliente ligando pra agendar um casamento pra fotografar depois de amanhã.]

Vou ter que escrever um capítulo específico sobre a metodologia, já que estou fazendo escola, inventando moda, ou, academicamente falando, introduzindo novas técnicas metodológicas para o uso de imagens como dado de pesquisa social. Tá bom assim?

A banca não foi hostil, mas me imprensou contra a parede no melhor estilo "é melhor apanhar em casa do que da polícia". Não fiz nada "errado", mas preciso melhorar a "postura acadêmica". Ó, não foi ruim, não, mas foi cansativo. Não doeu, mas foi cruel. Não me desesperei nem disse besteira, mas sofri.  Dá pra entender?

Pior é que nem está fazendo sol (tá um temporal, na verdade) e eu nem posso ir tomar um banho de mar pra descarregar a tensão. Já falei que Marido está viajando?

Bom, depois desse desabafo, vou reunir forças pra ir pra casa e dormir até acabar o sono. Deixa pra "renunciar" a partir de segunda, que é dia de começar dieta. ;)

4 comentários:

Michele disse...

Bel, nunca passei por isso, mas acho que consigo imaginar a sensação sim. A única banca pela qual tive que passar foi na graduação e já sofri um estresse danado! Mas quando não temos quem "precisamos" ao nosso lado nesse momento, tudo fica maior! Imagino que tenha sido difícil, maaas PASSOU! Parabéns, de novo!

Agora relaxe, mantenha-se em stand-by só um pouquinho e quando o marido chegar, curtam uma comemoração a dois! Revigora qualquer alma cansada! ;)

Beijinhos!

Patricia Daltro disse...

Parabéns!!!! \o/ \o/ Eu sei que tem um monte de "mas", mas o mais importante é que você foi Qualificada. E que a pressão tende a diminuir um pouquinho, pelo menos nos próximos dias. Então aproveita para relaxar um pouco e comemorar muito na volta do marido!
E, é claro bater muito papo furado no twitter. rs

Chris Ribeiro disse...

Nossaaaa!!! Que delíciaaa!!!
Parabéns!!!
Nunca consegui nem terminar a minha graduação, já tô ficando aflita pq tô ficando 'véia', mas que a sensação que vc tá sentindo agora deve ser pra lá de maravilhosa eu tenho certeza!!
Imagina depois da tensão vc ter a aprovação e o aval para seguir em frente, do tipo: Siga em frente pq tua proposta é muito boa! Uia! Show!
Fico feliz por vc e desejo muito sucesso na suas pesquisas. Eu, particuçarmente adorei o tema da sua tese. Quero ver a conclusão depois, viu.
Beijos e mais uma vez, PARABÉNS!!

Tucha disse...

Parabens!! A academia é assim mesmo, tenta enquadrar vc nos moldes "dela", quer mudar seu estilo, tomar o sen tempo... pra em trocar lhe dar um título. Aquente firme e não leve tão a sério. Afinal vc já é qualificada...