29.12.10

Sobre o anonimato

Desde o começo deste blog eu mostrei a cara. Nome, cidade, atividades, fotos, família, diarinho... nada escondido, ao menos para ser coerente com o título do blog. Mas nesses 5 anos de blogosfera encontrei muita gente que usa pseudônimo, não coloca foto, não dá nem uma dica de onde mora, etc, etc, etc. Alguns pensam nisso como proteção, naquela nóia de "perigos da internet". Têm sua razão, mas não é disso que eu quero falar. [E nem de comentários anônimos, isso é irritante por si só e nem merece minha atenção.]

Tenho amigos na net que não "se mostram" de maneiras diferentes: tem os que "se assumem" para o mundo numa boa, mas escondem da família e amigos chegados que têm um blog; tem os que possuem blogs terapêuticos, como catarse, onde criam mesmo um personagem, para expor coisas que não poderiam ser ditas sendo eles mesmos; tem os que simplesmente adotam um "nome novo" e vão levando, sem muitas preocupações... e vários desses já se revelaram, deixando de ser anônimos depois de algum tempo.

Algumas vezes eu pensei que meu blog deveria ser anônimo, pra poder dizer o que eu quisesse sem me preocupar com as consequências... mas esses pensamentos passaram rápido, e eu alterno entre "o blog é meu e eu digo o que quiser ié ie ié" e "sssshhhh, quietinha, garota!".

Se o blog fosse anônimo, se eu não morasse na capitania, se as pessoas que me conhecem na real não lessem o blog, se quem me lê não me conhecesse... seria bem mais fácil. Ao mesmo tempo, se eu não me mostrasse, se não fosse eu mesma, não teria as amizades que tenho do outro lado da telinha. Enfim, como tudo na vida, o anonimato no blog tem suas vantagens e desvantagens.

Hoje estou na fase do desejo de ser anônima. Porque tem tanta coisa entalada na garganta que não posso falar por motivos variados e porque essas coisas entaladas não estão me fazendo bem. 

Não, não vou fazer outro post-vômito e descarregar em vocês meus problemas, relaxem. Este divã está fechado para as festas e espero que não somente o ano novo mas os novos dias, um após o outro, tragam soluções, calma e discernimento à minha cabeça e meu coração.

4 comentários:

Elaine Gaspareto disse...

Bel, deixa eu contar um segredo?
Vou criar um blog fechado, na verdade já criei. Pra mim, pra escrever aquilo que nem todo mundo entenderia....O fato do Um pouco de mim ter crescido é bom, mas às vezes eu tenho que conter as palavras....
Complicado, né? Mas o blog privado tá lá, meu diário mesmo.

Beijossss e feliz 2011

Anônimo disse...

Comentário anônimo somente pelo prazer de encher o saco.

Talita Gama disse...

ah Bel ♥
em menos de uma semana de blogueira, já descobri que talvez eu não sirva pra isso, rs!
Eu nem pensei em ser anônima, de cara quis mesmo mostrar a todos o que anda passando pela minha cabeça... mas já ando colhendo os frutos.. podres kkk... enche o saco mesmo... e se vc é como eu então.. que fica matutando sobre o que o/a infeliz escreveu.. aff.. aii não dá mesmo pra mater a sanidade haha!!
Enfim.. ainda estou aqui... lendo vc, vivendo com vc ♥ sempre!!

Fica bem e... FELIZ ANO NOVO!

Tucha disse...

Pois revelar-se ou ocultar-se faz parte o jogo da net, montar um novo personagem, dizer, esconder, inventar.
Cada opção tem os seus prazeres e suas decepções.
Minha opção é estar nominada, sem me expor tanto...