20.3.11

Vou-me embora pra Pasárgada

(Adaptação livre do poema de Manuel Bandeira)

Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei.
Lá tenho o amor que eu quero
Na cama que escolherei.
Vou-me embora pra Pasárgada

Vou-me embora pra Pasárgada,
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive

E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei cavalo brabo
Subirei lindas colinas,
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na rede que Jady  me deu,
Ligo na Sky MPB
Pra me cantar as cantigas
Que no tempo de eu menina
Já vinham me cantar.

Vou-me embora pra Pasárgada.
Em Pasárgada tem tudo,
É outra civilização.
Tem um processo seguro
De impedir a devastação.
Tem celular e wi-fi,
Tem internet à vontade.
Tem Marido com tempo bastante
Para a gente namorar.

E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
Terei o amor que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.

Carnaval 2011 Sony 046Como podem ver, Pasárgada (que eu sempre li e falei “PaSSárgada”), existe, sim. Fica na Ilha de Itaparica, pertinho do lugar em que passamos o carnaval, Marido tirou a foto quando passamos pela porta. Ainda não fui pra lá, mas um dia eu vou. E que seja logo, lá não tem dissertação, orientador, acupuntura nem pilates, porque~tamb´pem não tem doença nem ninguém precisa de mestrado.

3 comentários:

Jady disse...

Você já viu essa versão?

http://www.youtube.com/watch?v=ODKK6xcKuyw

Jessier Quirino é daqui da terrinha, irmão da minha super amiga Vitória (linkda no post de amanhã). Gente boa demais...

Beijos

Luciane disse...

me leva junto? lá tbm não deve ter chefe, nem filha de chefe que se acha, não tem cobrança nem contas pra pagar né!!!! rsrsrsrs


bjus

Carla Ceres disse...

Que amor! Gostei. :)
Bom passeio pra Pasárgada!