24.4.11

Condromalácia Patelar–Parte 2

Já poderia começar com “Grau II” em vez de PArte 2. Mas é pra não confundir quem vier cair aqui pelas buscas do Google, já que o primeiro post sobre o assunto é, disparado, o mais visitado do blog. Off Record: Chega a doer o coração – e não somente os joelhos – quando constato que tanta coisa boa que escrevo fica escondida, enquanto minhas dores são descaradamente apreciadas por tanta gente!

Pois então, dois anos e meio depois, torno a falar sobre a Condromalácia Patelar que, segundo a Ressonância Magnética feita, já evoluiu pro Grau II.

Nesse tempo, ganhei peso. [Ohhhh! – TODOS SOFRE!] E o peso a mais provocou sobrecarga no extensor, me deixando com dores ainda maiores do que as da época em que a doença foi detectada.

Contextualizando: Após o diagnóstico do Dr. Ortopedista, entrei no pilates, tomei 4 meses de Artolive, fiz zentas sessões de fisioterapia e as dores melhoraram sensivelmente, mas sempre apareciam pra me dizer “oi, estou aqui”. Nunca fiquei completamente livre delas.

Infelizmente aconteceram situações na minha vida que me deixaram estressada e ansiosa, e por conta disso descontei na comida. Junto com uma quantidade excessiva de coca-cola, um marido carinhoso que faz todas as minhas vontades gastronômicas e mestrado+trabalho que me afastaram do pilates… reumo da ópera: 15 Kg de sobrepeso. E as dores voltando ainda mais fortes do que antes.

Há uns dois meses fui a outro Ortopedista, que me indicou expressamente a redução de peso, e como tratamento coadjuvante, a acupuntura. A Dra. Acupunturista, muito criteriosa, pediu alguns exames e uma Ressonância Magnética dos dois joelhos, que revelou que a condromalácia evoluiu para o Grau II, o que significava que eu precisaria retomar todas as providências da última vez. Assim fiz: Voltei pro pilates, pra fisio e pro Artrolive – desta vez por SEIS meses, duas cápsulas por dia.. A acupuntura tem me ajudado a comer menos e controlar a ansiedade; ainda não estou vendo muito resultado no peso, não… mas continuo firme e forte, adorando as agulhadas pelo corpo e as sementinhas de mostarda nas orelhas.

O objetivo deste post é, além de dar notícias da minha saúde (ooohhhh, que pessoa tão importante eu sou!), divulgar a maneira de comprar o Artrolive com desconto, dado pelo laboratório Aché. O Dr. Ortopedista me passou a informação, dizendo que eu procurasse o 0800 do Aché pra ligar e me cadastrar e ter de 40 a 50% de desconto no medicamento, e que ele não recomendava tomar manipulado, que não tinha garantia das quantidades e bla bla bla…

Fui na farmácia e o atendente me ajudou a encontrar o número. Liguei (0800-701 6900) e o atendimento foi super rápido, mas começava assim: “Você pode fazer o seu cadastro pelo nosso site: www.cuidadospelavida.com.br”. Estranhei um nome tão diferente do normal, mas, como já estava no telefone (aceitam ligações de celular!), continuei ali mesmo. A ligação foi concluída e eu já saí com o número de um cartão provisório, que me possibilitou comprar imediatamente com desconto de 40%. Como vou precisar por 6 meses, a próxima compra terá 45% e da terceira em diante, 50%.

Mas o caso é que, quando eu ia dar essas informações aqui, fui procurar para linkar as informações e o Pai Google não dava resultado nenhum desse programa proposto pelo Aché, mesmo colocando “Aché Artrolive desconto laboratório”. Então Marido fuçou mais um pouco, e encontrou aqui algo que pode ser a explicação.

“Uma forma pouco conhecida de conseguir comprar remédios mais baratos é através de cartões de desconto de laboratórios farmacêuticos. Vários laboratórios que produzem medicamentos oferecem essa opção. Para ter acesso ao cartão de desconto, é preciso que o médico faça o encaminhamento, entregando o cartão provisório. Depois, o paciente deve entrar em contato com o laboratório, a fim de se cadastrar e receber o cartão definitivo. Além disso, a compra em farmácias credenciadas só pode ser feita com a receita médica. Esses cuidados são tomado, segundo os laboratórios, para evitar a automedicação.

Portanto, entre em contato com seu médico, pergunte se os remédios que você usa fazem parte desses programas de desconto e peça que ele lhe oriente para receber seu cartão. A economia, em média, é de 50%, mas pode chegar a 75% no valor de cada medicamento!”

Então é isso: a informação de que há o programa de descontos fica na mão do médico. Se ele não indicar… o paciente não vai saber nunca. Porque vejam o site do Aché: bem escondidinho, lá embaixo, no canto esquerdo, o selinho do “Cuidados pela Vida”, sem qualquer informação sobre o que se trata.

Captura de tela inteira 24042011 161943.bmp

Mas agora não é mais segredo. É só fazer o cadastro e comprar o bendito Artrolive com desconto! Ah, mas pra isso precisa ter a receita, pois para fazer o cadastro é necessário informar o CRM do médico e o tempo de prescrição do medicamento.

Boa sorte pra vocês que sofrem comigo!

9 comentários:

Felipe de Paula disse...

Vários laboratórios tem esse tipo de programa. Constantemente compro o Diovan (para pressão) para dona Gracinha. De 90 e poucos reais ele sai por 35, 36.... a cada compra vai baixando mais. Nesse caso o laboratório é Novartis. Legal você divulgar isso, pouca gente conhece.

Bel disse...

Minha mãe toma Diovan tb, e compra com desconto. O que me espantou foi não achar nada no google! ;)

Tucha disse...

Deixei a minha de lado, qdo abuso nas caminhadas ela dá sinal, faço uma massagens usando um produto tópico e digo aos joelhos para me aguentarem um pouco mais.

Luciane disse...

se cuida florzinha...

morro de vontade de fazer pilates e ja fiz acupuntura, adorei e me ajudou bastante... acho que depois de julho vamos pra academia e entro no pilates.

porque vc não pode comer chocolate?

bjus

Bel disse...

Marta, pra minha dor não adianta "dizer" nada, não... A sua lhe obedece, é?

Lu, eu tô "me abstendo" de chocolate por conta da dieta e também porque a Dra. Acupunturista me recomendou retirar toda cafeína.

Luciane disse...

obrigada por responder florzinha... então se cuida e nada de chocolate por enquanto viu!!!

bjus

Márcia Saraiva disse...

Obrigada pelas dicas e esclarecimentos, tenho condromalacia no joelho direito e o seu post me ajudou muito.
Você é demais!

Beijão

Márcia - Fortaleza-Ce

Anônimo disse...

Olá tenho comdromalacia tbm devido corrida que fazia apareceu mais cedo estou esperando pra fazer um pro ouvi relatos que dura 2 anos de alivio pra mais. Na verdade a corrida me estourou os joelhos.arrependido.frustrado.

Anônimo disse...

Olá, sou diagnostica já há muitos anos com condromalácia patelar. A dor nunca me deixou, mesmo depois de parar com o exercícios de impacto que no caso era a patinação artística. Ontem me deram o tratamento com os remédios, este Artrolive e mais um. O outro custa 200 conto, mas o laboratório também tem um programinha de desconto, o Artrolive já está em 100 conto. Ainda bem que li seu blog e descobri este programa de descontos! Esse negócio esta me levando a falência . Sorte com o problema!