25.3.12

Só constatando…

Com a morte de Chico Anysio na última sexta, foi uma avalanche de artistas dando depoimentos chorosos e gratos ao humorista pelas oportunidades que ele lhes proporcionou. E nós comentamos, Marido e eu: “Como estão velhos!…” E vinha um após outro, e o mesmo comentário: “estão acabados!”

Mas as pessoas que estávamos vendo quando o JN deu a edição inteira de sexta à morte “dos 209 Chico Anysios”, eram artistas que, comumente aparecem na telinha maquiados, arrumados, com a luz que lhes favorece… benesses que não lhes foram concedidas naquela hora dolorosa. Além disso, estavam tristes. E a diferença ficou maior ainda.

Sim, as pessoas envelhecem. E percebemos isso mais facilmente quando passamos um tempo considerável sem vê-las, ao contrário de quando vemos todos os dias. Não captamos as sutis mudanças provocadas pelo tempo a cada dia, mas detonadoras em alguns anos. E sob a luz dos holofotes quando estão sem base, corretivo e iluminador, ficam mais deprimentes do que a própria notícia da morte do colega.

 

 

Nenhum comentário: