5.7.12

Notícias

Oi, gente! Não foi dessa vez que fui pro buraco, embora tenha chegado bem perto. Pelas minhas contas, são TREZE dias de molho. Às vezes penso que devo ter feito algo muito feio pra ser castigada com essa infame dessa dengue, mas depois caio em mim e percebo que sou só uma brasileira, vítima de uma epidemia cruel.

Ainda não consegui voltar ao trabalho, e depois de voltar ao hospital  ontem para fazer um raio X do tórax (dificuldades de respirar), recebi da Dra. a ordem: é deitar e esperar passar. E a dificuldade de respirar devia ser só angústia /ansiedade mesmo, porque no raio x tava tudo OK. Segundo ela, o corpo não permite reação, mas como a mente não concorda em ficar “aprisionada”, gera esse sentimento ruim e essa angústia no peito.

Resultado: ansiolítico de manhã e de noite, e vamos dormir, pro tempo passar mais rápido! E continuo achando que “amanhã eu acordo boa”…

 

Ah, só pra deixar registrado: Marido comprou um violão, disse que vai aprender, pra fazer serenata pra mim. Eu  preferia que ele entrasse na auto-escola…

Um comentário:

Charlene disse...

Eu estava procurando algo sobre dengue e encontrei seu blog... Tudo o que vc descreve é o que eu estou sentindo. Obrigada por dividir, e de uma maneira leve.