12.5.13

Vitória de Samotrácia

image

Louvre, 18/03/2013

“Quisera vestir, por dentro, a Vitória de Samotrácia
Mulher vestida de água e vento,
Alada, livre, asas distendidas, pronta a romper limites
...e a seguir em frente, destemida.
Por fora seria eu mesma, ninguém desconfiaria.
Dentro, outro seria o meu cerne, força, impulso, valentia.
Fazer do impossível, possível, por puro arrebatamento.
Perder a cabeça, se preciso, na conquista da vitória.
Que vitória? Não importa!
Importa saber-se indômita...
Não temer o inacessível... até alcançar o inatingível.”

Dinah Hoisel

São esses meus desejos de aniversário. Se são sonhos? Que sejam! Quem pode ser feliz sem sonhar???

Tem tanta coisa que eu quero fazer, tantos planos pra um futuro próximo, que a força dessa mulher vestida de água e vento, que na minha cabeça representa a divindade que faz do impossível possível… me dá a certeza de que posso realizá-las!

A essa altura estarei curtindo esse lugar feio aqui, ó, com Marido. Volto à noite, podem deixar “os parabéns” na caixa de comentários, no FB, no e-mail, no celular… vou adorar. (Mas se não tiver nada em nenhum desses lugares, eu não morro, posso garantir!)

Nenhum comentário: