20.7.16

Dia do amigo.


E o céu estava assim no "dia do amigo". Tendo tudo pra ser um dia "feio", ainda mais pra mim, que sou "solar dependente"... não foi. 

Mesmo eu renegando datas especiais para quem é especial, achando forçação de barra TER que mandar/responder mensagens fofinhas... Hoje recebi muito carinho em forma de ligações,   mensagens no whatsapp, emails e ao vivo... abraços virtuais e reais que alimentaram meu coração de afeto. E gostei.

Quem é meu amigo sabe:  não economizo carinho, tampouco bronca. E da mesma maneira, recebo carinhos e broncas sem reclamar. 

Tenho prazer em encorajar, jogar pra cima, alimentar o corpo, a alma e o ego. Fico triste quando, sem querer, coloco pra baixo, ou digo uma besteira fora de hora. Mas quem é meu amigo sabe que não faço por mal. 

Gosto de trabalhar junto com meus amigos, seja no meu trabalho ou no deles. Também gosto de ficar à  toa, "jogar conversa dentro" (fora, não,  que eu não sou de esperdiçar coisa boa), dar colo e ficar no colo quando preciso. Nunca acho que estar com eles é perder tempo. 

 Quem é meu amigo, sabe que é.  Quem não é... não sabe o que está perdendo!!! 😉


2 comentários:

BethS disse...

você deve ser mesmo uma boa amiga...
beijo!

Anônimo disse...

“Mas quem é meu amigo sabe que não faço por mal.”
Que nuvem feia da peste!
Decerto, base de cumulonimbus daqueles que a gente vê numa entrada de frente fria.
Sempre que figuro Ilhéus, é sempre sem nuvens.