25.1.17

Vida que segue, enfim.

Praia da Concha, Itacaré 
25/12/2016


Só  para fins de registro:

Esta pessoa que lhes escreve passou três meses e 23 dias sem fazer qualquer atividade física, com duas belas exceções de stand up no final de dezembro (vide foto).

Ontem voltou pra dança de salão e hoje para o pilates. O ano começou,  enfim!

Pensei que fosse ser mais difícil,  mas a Lei da Inércia ficou mais uma vez provada. Enquanto eu não me mexi para sair da leseira, nada aconteceu.  Mas uma vez que, decidida, ainda que chegando atrasada e me sentindo um peixe fora d'água,  saí de casa e fui, as coisas fluíram como antes.

As novas sinapses não foram perdidas,  como pensei que haviam sido, e as duas aulas foram lindamente prazerosas.

Depois do acidente e seus traumas físicos e emocionais, uma crise de sinusite monstra que ainda não foi embora e outros probleminhas que insistem em se instalar ao meu redor e dentro de mim... finalmente me vejo voltando a ser eu. Ou me reinventando, que seja.

Nenhum comentário: