3.5.18

Inferno Astral, nada!!!

Meu aniversário está chegando… e os entendidos em astrologia dizem que os 30 dias anteriores são o “inferno astral”. Já experimentei esse “estado de blues” muitas vezes, já tive muita “coisa ruim” acontecendo exatamente nesse período… mas este ano está diferente.
Entrei foi em “Paraíso Astral” no dia 12 de abril. Não dá para enumerar a quantidade de coisas boas, maravilindas e prazerosas que aconteceram nesse período.
Foto: Carolina Cani
Têm sido tantas e tão intensas, que já mudei de ideia quanto ao fato de não fazer uma comemoração oficial. Quando fiz 51, fiz uma Beauty Party, celebrando a “nova mulher” que nasceu aos 50, mais ligada no cuidado estético e com o bem estar do corpo. Ano passado foi ano down. Fiquei sozinha e chorando o dia inteiro, até que, no final do dia, duas amigas queridas apareceram (uma, depois a outra), trazendo lanchinho e alegria ao meu coração. Terminei o dia com uma chamada de Line no facetime, e fui dormir melhor.
Este ano não vou ter nem tempo de bad. Tem turma de Curso Avançado de Foto e vou estar felizinha fazendo o que amo!!! Mas à noite quero juntar quem me ama pra fazer uma farrinha… ainda não sei como será, mas que será, será!
Preciso celebrar o renascimento, a nova mulher que agora se enxerga com outros olhos, que deu uma repaginada interna, focada no autoconhecimento e no autoamor.
Foto: Poliane Reis
Que passou por uma tempestade (tufão, furacão, tsunami, enchente, incêndio, tudo junto), mas que enfim, está chegando à calmaria, não aquela calmaria de marasmo, mas a calmaria que permite navegar em busca de novos portos.
A mulher que se permitiu um processo de Coach, que se reorganizou interna e externamente, que tomou nas mãos as rédeas da própria vida, e não se importa (delicadamente) com o que os outros estão pensando ou irão pensar.
A mulher que está se encontrando profissionalmente na conexão com outras mulheres, seja na Retratoterapia ou nos registros de Parto, Chás de Bênçãos e Rodas de Lua.
A mulher que se descobriu falha e fraca… mas se reinventou, como tanta outras vezes… que SABE que a água contorna os obstáculos em vez de brigar com eles e vai seguindo seu caminho.
A mulher que quer celebrar o fluir da vida com calma mas também com intensidade. E vai celebrar!!!
Foto: Edinei Júnior

Nenhum comentário: